5 Alimentos que são saudáveis e você não sabia!

Conheça 5 alimentos que costumam ser demonizados injustamente — e entenda por que eles podem ser bons para você.

Quando falamos em alimentação, é muito comum classificar os alimentos em “bons” ou “ruins”.

Sendo que esta divisão não é muito precisa: afinal de contas, mesmo um alimento abaixo do ideal (como pizza, sorvete ou batata frita) pode ser consumido ocasionalmente — desde que seja a exceção da dieta, como num dia do lixo ou dia livre — e não como regra.

Isto é: para classificar os alimentos, seria necessário considerar o contexto da alimentação como um todo, além da frequência e da quantidade da ingestão desses alimentos.

Mesmo assim, existem alguns alimentos altamente saudáveis, e que acabam sendo injustamente demonizados.

Ou seja: muitas pessoas têm medo de consumir esses alimentos, por achar que fariam mal para a saúde.

Mas elas não poderiam estar mais erradas.

Então, conheça agora 7 alimentos que costumam ser demonizados injustamente — e entenda por que eles podem ser bons para você.

Começando com uma bebida que costuma estar presente no café da manhã de muita gente.

Alimento Injustamente Demonizado #1 — Café

Quem não ama um bom cafezinho?

Muitas pessoas temem o café, achando que ele poderia fazer mal.

E realmente: o excesso de café de fato pode fazer mal.

No entanto, a maioria dos estudos indica que o consumo faz bem até cerca de 4 xícaras por dia — o que é uma quantidade bem razoável para você tomar café sem medo.

Além de ser delicioso, o café também é fonte de antioxidantes, e possui cafeína — que tem um leve efeito de acelerar o metabolismo.

Agora, é claro que tudo isso será mais pronunciado se você tomar o seu café sem adoçar — porque não há como estes benefícios compensarem um consumo massivo de açúcar.

Ou seja: pode tomar o seu café sem medo.

Alimento Injustamente Demonizado #2 — Queijos Gordos

Por um lado, a maioria das pessoas acha saudável aqueles queijos brancos e baixos em gordura — como ricota, cottage, frescal, dentre outros.

Por outro lado, os queijos amarelos costumam ser temidos principalmente devido ao seu alto teor de gordura. 

Sendo que muitas pessoas receiam que a gordura presente nos queijos vá entupir suas artérias, ou fazê-las ganhar peso.

No entanto, não é o que a ciência mostra: os estudos identificam que o consumo de laticínios integrais (como queijos sem redução no teor de gorduras) está ligado a maior saúde, e não está ligado ao ganho de peso.

Os queijos também são boas fontes de proteínas, o que é bastante útil especialmente em dietas ovo-lacto-vegetarianas.

Isso é ainda mais relevante no caso de uma dieta low-carb vegetariana, uma vez que a maioria das fontes de proteínas de origem vegetais leva consigo uma grande carga de carboidratos — pois estamos falando de leguminosas como feijão, ervilha, grão de bico e lentilha.

Nestes casos todos, os queijos podem ser aliados, juntamente com os ovos — que, aliás, também foram injustamente acusados de fazer mal.

Alimento Injustamente Demonizado #3 — Ovos

Em pleno século XXI, é um grande absurdo pensar que ovos ainda fazem mal.

Os ovos são alguns dos alimentos mais nutritivos do planeta, sendo fontes de proteínas, boas gorduras, além de diversas vitaminas e minerais (vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina D, fósforo, selênio, cálcio, e mais).

De maneira resumida, basta lembrar que um ovo contém todos os nutrientes necessários para gerar uma vida.

E que, ao comê-lo, esses nutrientes vão para você, reforçando a sua saúde.

Alimento Injustamente Demonizado #4 — Óleo de coco 

O óleo de coco é um alimento sempre ligado a polêmicas.

Se, por um lado, ele é visto como algum tipo de “superalimento” por algumas pessoas, que o adicionam loucamente a tudo o que comem…

Por outro lado, é visto como algo perigosíssimo por outras pessoas, uma vez que o óleo de coco é o alimento da natureza com maior teor de gordura saturada que existe.

A verdade, obviamente, não reside em nenhum destes extremos: o óleo de coco é um alimento saudável sim — justamente por causa do seu elevado teor de gordura saturada.

Acontece que as gorduras saturadas naturalmente presentes nos alimentos conferem estabilidade ao óleo de coco — o que faz com que ele seja uma das melhores escolhas de gorduras para cozinhar.

Isto é: é super seguro fazer suas preparações em casa usando gorduras como azeite de oliva, manteiga, e óleo de coco.

E o que você deveria temer de verdade são os óleos vegetais refinados — como óleo de canola, de milho, de girassol, ou de algodão.

Estes óleos apresentam muitas gorduras poliinsaturadas — que se oxidam facilmente quando expostas ao calor (o que acontece quando cozinhamos).

Por este motivo, saiba que não há razão para sair bebendo óleo de coco aleatoriamente — mas entenda que ele pode ser usado na culinária de maneira super segura.

Alimento Injustamente Demonizado #5 — Chocolate

O último alimento da nossa lista é o chocolate.

E aqueles chocolates com alto teor de cacau, com 85% de cacau ou mais, são especialmente saudáveis.

O chocolate também é uma boa fonte de boas gorduras naturais, além de conter flavonóides, fibra prebiótica, e poder melhorar a saúde vascular e a pressão sanguínea.

Mas note que esses benefícios todos são advindos do cacau usado em sua elaboração, e não do açúcar.

Justamente por este motivo, a dica é priorizar os chocolates ricos em cacau — que tendem a naturalmente ter mais deste alimento, e proporcionalmente menos açúcar.

Conclusão

Não existem alimentos milagrosos, que ao serem ingeridos transformam a sua saúde do dia para a noite.

No entanto, é fundamental conhecer a verdade sobre os alimentos saudáveis — para que você não se restrinja desnecessariamente na sua alimentação.

Afinal de contas, você tem mais chances de seguir uma estratégia saudável de longo prazo se ela for prazerosa e variada. Sendo que incorporar os 5 alimentos que mostramos neste artigo é uma maneira certeira de incrementar a variedade do seu estilo alimentar, e acrescentar mais nutrientes e sabor ao seu dia a dia.

Você sabia que estes 5 alimentos eram saudáveis? Já teve medo de consumi-los? Se quiser, deixe um comentário aqui embaixo me contando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *