Chás ajudam no combate à depressão

A depressão é considerada como o grande mal do novo século. Apesar de ser um problema que afeta a humanidade ao longo do tempo, uma grande quantidade de casos têm surgido nas últimas décadas.

Acredita-se que 1 em cada 5 pessoas no mundo tenham a doença. Esse distúrbio afetivo modifica a maneira como a pessoa enxerga o mundo e sente a realidade, além de alterar certas sensações como o prazer e a satisfação com a vida.

Sintomas

Os principais sintomas da depressão afetam o comportamento, como a presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, falta de vontade, que se tornam mais frequentes e podem se combinar entre si.

Dificuldade de raciocínio e de interpretação, insônia, perda ou ganho de apetite também podem indicar o problema. 

Podem surgir ainda sintomas físicos que não possuem justificativa médica, como dores de cabeça, de barriga, pressão no peito, entre outros.

Tratamentos

O principal ponto para o tratamento da depressão é a detecção do problema, já que ele pode ser mascarado ou confundido com um sentimento ou característica da pessoa. A partir disso, o médico responsável vai indicar as soluções mais viáveis.

Na maioria dos casos, ele recomenda remédios antidepressivos, que atuam principalmente nos neurotransmissores do cérebro. A psicoterapia também é uma grande aliada para tratar os sintomas. 

Hoje em dia, com a internet para praticamente quase toda a população, muitas pessoas pesquisam por algum curso de homeopatia online para poder se automedicar naturalmente.

Apesar de serem considerados como viciantes, os remédios para depressão também  causam efeito colateral, se tomados da maneira concomitante, pois cria dependência química.

No entanto, como todo medicamento, ele pode afetar outras partes do corpo. Por isso, alguns médicos e terapeutas acreditam no poder dos chás, que podem minimizar certos efeitos do problema, como ansiedade e tristeza.

Tipos de Chás 

A infusão feita com erva de São João é um dos chás recomendados, já que ele tem propriedades calmantes e aliviam alguns sintomas da depressão.

Alecrim do campo, melissa, camomila e maracujá são outros tipos que ajudam a combater a ansiedade e relaxam o corpo e a mente.

Para todos os casos, a receita é a mesma: ferva um punhado de ervas (uma mão cheia) em um litro de água. Recomenda-se beber três vezes ao dia e duas vezes à noite.

Chá de Gengibre – Grande Aliado Para Diversos Males

São inúmeros os benefícios que o gengibre traz ao organismo. Por isso, a planta herbácea – comumente encontrada nas regiões tropicais do mundo – é utilizada tanto na forma de chá ou como ingrediente na preparação de diversos alimentos.

O chá de gengibre é indicado no tratamento de muitas doenças, entre elas gripes, resfriados e herpes. 

A circulação sanguínea também é beneficiada com a ingestão do gengibre, assim como a redução do colesterol. Há ainda relatos de que algumas substâncias presentes na planta são capazes de aliviar náuseas.

Modo de Preparo

Para fazer o chá de gengibre basta colocá-lo em água fervendo. Após deixar apurar por alguns minutos, o líquido pode ser consumido. 

Entretanto, é muito importante consultar um médico fitoterápico para que o tratamento alcance o resultado esperado. 

Especialistas indicam que o ideal é beber até quatro copos de chá de gengibre por dia. Uma quantidade superior a essa pode causar efeitos inesperados.

O gengibre é um alimento termogênico que auxilia a eliminar gordura. Isso acontece pelo fato de a planta aumentar o metabolismo e, consequentemente, o consumo calórico. 

Devido à sua ação termogênica, o gengibre auxilia o organismo a transformar as calorias provenientes da alimentação e das gorduras do próprio corpo em energia. 

Por isso, é um alimento comumente encontrado na dieta de quem pratica atividades físicas. 

Contraindicações

Quando consumido com cuidado e, de preferência, com acompanhamento médico, o gengibre não apresenta nenhum risco à saúde humana.

Entretanto, pode desencadear alguns sintomas que devem ser observados como elevação da temperatura corporal, que pode prejudicar mulheres na menopausa.

Existem casos que pode ocorrer febre, redução dos níveis de açúcar no sangue, interferência na digestão do ferro de várias vitaminas, o que pode alterar o efeito de medicamentos para hipertensos e cardíacos.

Óleo de Cártamo – Benefícios em Emagrecer com Saúde 

Pesquisas recentes têm descoberto uma grande quantidade de plantas e ervas que possuem vários componentes benéficos para a saúde (Trofologia). 

Por meio de processos industriais, são obtidos certos produtos, como chás e óleos que, ingeridos, atuam principalmente na redução de índices de colesterol e gordura, no aumento da resistência, na eliminação de radicais livres e na perda de peso.

Um produto que tem feito bastante sucesso atualmente é o óleo de cártamo. Ele é extraído das folhas e sementes da espécie Carthamus tinctorius, e possui características parecidas com o óleo de girassol, insípido e incolor. 

Esse produto age no organismo inibindo a ação da enzima LPL, que transfere a gordura presente no sangue para o interior das células adiposas.

Benefícios

Os benefícios proporcionados pelo óleo de cártamo realmente impressionam. 

Ele acelera o metabolismo (que queima gordura presente no organismo em um processo mais rápido, incluso nas receitas para secar em 30 dias), ajuda a reduzir a gordura localizada e a celulite. 

Também diminui os índices de colesterol, potencializa a ação do sistema imunológico e age sobre os radicais livres, que causam o envelhecimento das células.

O óleo de cártamo pode ser tomado por qualquer pessoa que deseja emagrecer. Quem optar pelas cápsulas, deve tomar uma ou duas unidades meia hora antes das refeições. 

Assim, o óleo vai atuar diretamente nos alimentos ingeridos. Ele pode ser utilizado também como um substituto do óleo de cozinha tradicional, sem qualquer perda de substâncias.

Recomendações

É importante frisar ainda algumas recomendações em relação ao uso do óleo. Certos grupos devem procurar um médico antes de utilizá-lo, como crianças, gestantes, idosos e portadores de enfermidades. 

Além disso, para se obter os benefícios do produto, a pessoa deve aliar uma dieta balanceada com atividades físicas regulares. Médicos e nutricionistas alertam que o uso excessivo do óleo pode trazer malefícios, inclusive o ganho de peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *