Como manter uma boa saúde mental no trabalho

3 roupas confortáveis para trabalhar em home office

Em termos de saúde ocupacional, geralmente são abordados os riscos associados aos aspectos mecânicos, físicos e ergonômicos. No entanto, é cada vez mais evidente a importância de identificar, gerir e investir em boas questões de saúde mental.

Sobretudo quando se considera o impacto na saúde e bem-estar dos indivíduos no seu dia a dia em uma empresa de perícia de engenharia, por exemplo.

Quais são os principais riscos psicossociais?

Uma ampla gama de mudanças no mercado relacionadas à demanda, disponibilidade de informações, carga útil, pressão, entre outros fatores é comum para a maioria dos negócios.

A percepção dos fatores de risco e a adoção de medidas preventivas são cada vez mais fundamentais para a saúde mental do empregado.

Primeiramente, para um melhor entendimento, é importante mencionar que os pontos de risco psicossociais são relevantes para aspectos de gestão, desenho e medidas organizacionais.

Além de serem relevantes para os contextos do meio ambiente e da sociedade, têm potencial para serem social, psicológica e fisicamente prejudiciais. Em um negócio, os fatores mais importantes são:

  • Saúde e segurança;
  • Negligência;
  • Questões de gestão;
  • O ambiente social.

Políticas de saúde e segurança incompletas têm implicações sérias de várias maneiras, pois se relacionam a questões como falta de suporte, clareza e falta de prática de gestão dentro do especialista responsável pela saúde e segurança.

Além disso, atividades que não correspondem às habilidades da equipe e altas cargas também são fatores de risco.

Por exemplo, se você contratou uma pessoa na sua empresa de monitoramento remoto de câmeras para trabalhar ativamente com a segurança do local, é importante deixá-lo exercer aquela função pela qual foi contratado em um primeiro momento.

A negligência está associada tanto aos fatores acima quanto a problemas de gestão no acesso ao suporte, pois um funcionário que enfrenta problemas de saúde e segurança tem sido alvo de alguma negligência, mesmo com má gestão.

De qualquer forma, é um aspecto que pode fazer com que o praticante se sinta desvalorizado e possa até agravar os problemas psicológicos existentes.

Existem fatores que afetam muito a saúde mental dos funcionários, fatores como baixo engajamento, falhas de comunicação e falta de tomada de decisão proativa que podem gerar grandes frustrações e impedir o fluxo de trabalho.

A gestão atual faz toda a diferença e permite que os colaboradores desempenhem adequadamente suas funções.

Por isso, é interessante que os líderes de cada empresa, assim como cada funcionário de um escritório de contabilidade abertura de empresas, tenham interesse em adotar práticas de saúde mental, que podem ser apresentadas em uma palestra sobre o tema.

No caso do meio social, é algo associado às relações interpessoais, onde é fundamental ter uma cultura de respeito, confiança, inclusão e estabelecimento de hábitos saudáveis.

Nesse caso, é possível levar em consideração que o assédio moral e o bullying também podem aparecer nas empresas e causar sérios danos à saúde mental, principalmente pelo estresse gerado.

É importante que os fatores prejudiciais sejam minimizados e, se possível, eliminados. Além disso, ao promover e investir no desenvolvimento dos profissionais, a saúde mental também pode ser promovida.

Mas é necessário que o tema seja debatido como um dos pilares decisivos para a atuação e até mesmo para a vida pessoal.

Como investir em uma organização mais segura e saudável?

Nesse contexto, é muito importante entender que os efeitos psicológicos também estão relacionados a problemas pessoais, como experiências passadas, personalidade, resposta a pressões, entre outros.

Dessa forma, é importante que os empreendedores encontrem uma forma de estabelecer uma estrutura que responda aos fatores nocivos em diversos aspectos, sem descuidar da saúde mental.

O empresário pode, por exemplo, investir em equipamentos de segurança ecologicamente corretos, opções que melhorem a saúde e fatores que contribuam para a saúde física, como é o caso da ergonomia em relação aos móveis.

Claro que fatores externos também podem agregar muito, principalmente quando se trata de se conectar com profissionais especializados, como em clínicas psicológicas e equipes médicas especializadas, para dar suporte em caso de necessidade.

Com o uso de determinados recursos, existe uma ampla variedade de tipos de análise para fornecer frequência respiratória, pressão arterial e outras leituras em um serviço especializado em segurança do trabalho.

O conceito de ambiente de trabalho seguro, confortável e saudável pode variar consideravelmente entre as empresas. Porém é importante que gestores e funcionários busquem ativamente formas adicionais de promover as características apresentadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *