Compulsão alimentar e ansiedade qual a relação entre eles?

A ansiedade afeta muitas pessoas ao redor do mundo e, muitas vezes, pode vir acompanhada de casos de compulsão alimentar. Assim, o sentimento de culpa e angústia tornam-se frequentes em face de dietas restritivas e perdas que abalam o emocional dos pacientes, que acabam buscando conforto nos alimentos e se inserem em quadros de ansiedade alimentar. 

Comi demais, e agora? 

Caracterizado como um transtorno psicológico que atinge milhares de pessoas no mundo, a compulsão alimentar, dentre suas causas, pode ser desencadeada por conta de crises de ansiedade ou problemas hormonais.

Ademais, dietas muito restritivas e grandes perdas também atuam de forma a acarretar neste problema de saúde mental em que o indivíduo come demais, até mesmo sem ter fome, ou come muito ao ponto de passar mal. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, quadros de compulsão alimentar não necessariamente se aplicam a todos que comem demais. 

Para a avaliação correta deste quadro, é necessário o acompanhamento com um psicólogo. Contudo, é possível identificar se este é um problema contínuo se caso ocorra pelo menos uma vez por semana, por três meses. 

Ao não saber como controlar a compulsão alimentar, os indivíduos que sofrem deste transtorno comumente se sentem angustiados e culpados. Além de também poderem ter sintomas de ansiedade e depressão em graus mais acentuados. 

Sentindo-se fracassados e frequentemente arrependidos, estas pessoas normalmente não acreditam que podem mudar seu estilo de vida e possuem uma concepção confusa de si mesmas, por conta desses sentimentos e outros sintomas, é muito importante que pessoas com distúrbios alimentares procurem profissionais das saúdes mental e emocional, como psicólogos e psiquiatras. 

Quais os sintomas da compulsão alimentar?

Principalmente, quando identificada e tratada logo no seu início, a compulsão alimentar tem cura, e o indivíduo deve receber apoio de um psicólogo e um nutricionista. Isso porque o psicólogo pode atuar de forma a identificar as causas da compulsão e contribuir na diminuição dos sintomas e na melhora do bem-estar e da qualidade de vida do paciente. Já a orientação nutricional também se apresenta como relevante em face da capacidade deste profissional de ajudar a pessoa a não ter nenhuma deficiência nutricional e possa aprender a controlar os impulsos alimentares, aprendendo a comer sem medo de engordar.

Abaixo listamos os principais sintomas da compulsão alimentar: 

– Dificuldade para parar de comer 

– Comer sem fome 

– Comer de forma exagerada 

– Comer muito rápido 

– Sensação de culpa ou não após a ingestão exagerada 

– Comer escondido 

Nutrientes que ajudam a reduzir a ansiedade

A ansiedade afeta milhões de pessoas que acabam sofrendo com diversos sintomas e enfrentando dificuldades durante o dia a dia. Buscando o controle da ansiedade e da compulsão alimentar, pesquisas puderam comprovar a capacidade de certos nutrientes de ajudar a gerenciar estes transtornos e diminuir seus sintomas característicos. Assim, pode-se dizer que uma alimentação adequada, rica em vegetais, frutas, legumes, proteína magra e grãos integrais são uma boa opção para aqueles que estão buscando como reduzir a ansiedade e driblar a compulsão alimentar. 

Abaixo listamos alguns nutrientes e alimentos que podem ajudar a controlar a ansiedade: 

Banana: foi comprovado por um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas de Alimentos e Nutrição das Filipinas que esta fruta atua no alívio de sintomas da ansiedade. 

Chá verde: um chá que contém teanina, um aminoácido que possui efeitos calmantes, tem se destacado no combate à ansiedade. 

Chocolate amargo: atuando de forma a reduzir sintomas de depressão, recomenda-se a porção de um a três gramas diários desta fonte de flavonoides que pode ajudar na redução de sintomas da ansiedade, como o estresse. 

Vitamina D: segundo um relatório publicado no Journal of Affective Disorders, a vitamina D pode beneficiar pessoas que sofrem com depressão. 

Ômega 3: um importante aliado no controle da ansiedade, do estresse e da depressão. 

Como reduzir a ansiedade? 

Diversas pessoas enfrentam casos de muita vontade de comer doces frequentemente, por exemplo, e visando controlar este quadro que, muitas vezes, é causado por uma ansiedade alimentar, alguns hábitos saudáveis podem auxiliar. 

Abaixo listamos estratégias para lidar com a compulsão alimentar e a ansiedade: 

Evite restrições na dieta: em casos como este, o cérebro entra em estado de alerta e acaba aumentando a fome para se proteger. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Toronto, no Canadá, as mulheres que se privavam de alguns alimentos, sentiam ainda mais desejo de consumi-lo. 

Faça todas as refeições: realize as três principais refeições, isto é, café da manhã, almoço e jantar. Há um estudo que aponta que a aderência a padrões alimentares regulares reduz a frequência da compulsão alimentar. 

Durma bem: o controle do sono pode ajudar na ansiedade noturna e acalmar os sintomas da compulsão alimentar. 

Uma boa opção para otimizar o seu repouso é o Blue Calm da Puravida, que possui nutrientes essenciais ao relaxamento e podem ajudar na construção da regularidade do seu sono. 

Pratique exercícios físicos: adotar uma rotina de atividade física pode ajudar a controlar a compulsão alimentar e na diminuição do peso. Segundo uma pesquisa realizada pela University of Pittsburgh, nos Estados Unidos, com mulheres obesas e que tinham compulsão alimentar, os exercícios físicos reduziram o problema em 81%. 

Planeje suas refeições: organize e prepare refeições saudáveis, controlando o tamanho das porções, o que pode evitar quadros de compulsão alimentar. Um estudo feito com mais de 40 mil adultos, mostrou que planejar refeições contribui para uma melhora na qualidade de vida, uma maior variação de nutrientes necessários e na diminuição do risco de obesidade. 

Além disso, pode-se apontar o uso de óleos essenciais como grandes aliados ao relaxamento e, consequentemente, ao controle da ansiedade e compulsão alimentar. Uma ótima opção são os óleos essenciais que auxiliam no controle do estresse por meio do relaxamento e da combinação natural de ervas e plantas. 

Este post foi escrito especialmente para Qualivida Online e é mais uma iniciativa da Puravida em seu propósito de apresentar os benefícios da prática de um estilo de vida saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *