Conheça 6 procedimentos para tratar as estrias brancas

As estrias são linhas coloridas ou listras que aparecem na pele devido ao ganho de peso ou crescimento. No entanto, não são uma indicação de um problema de saúde e podem acometer tanto mulheres quanto homens.

Estrias, geralmente, começam como marcas vermelhas ou roxas, e lentamente desaparecem em branco ou prata ao longo do tempo. A diferença de cor distingue a idade das marcas.

Embora possam nunca desaparecer completamente, o tratamento pode clarear a cor das suas marcas e reduzi-las. Em outros casos, as estrias desaparecem sozinhas.

As estrias mais novas e vermelhas (estrias rubra) são mais fáceis de tratar. Elas começam vermelhas porque os vasos sanguíneos estão presentes sob a pele. A presença de vasos sanguíneos em funcionamento permite que as estrias vermelhas sejam mais responsivas ao tratamento.

Estrias brancas (estrias albas) são mais antigas e mais difíceis de tratar. Com o tempo, seus vasos sanguíneos se estreitam, dificultando o estímulo à produção de colágeno.

Os resultados do tratamento podem não ser tão positivos se comparados aos das estrias vermelhas, mas existem opções disponíveis para ajudá-los a desaparecer mais naturalmente e em um ritmo mais rápido.

Alguns tratamentos para a remoção de estrias brancas são:

  • Esfoliação;
  • Tratamento tópicos;
  • Microdermoabrasão;
  • Microneedling;
  • Terapia com laser;
  • Cirurgia cosmética.

1. Esfoliação

Uma maneira simples de tratar as estrias brancas é por meio da esfoliação regular, como uma limpeza de pele masculina ou feminina. Isso remove o excesso de pele morta do seu corpo e promove o crescimento de uma nova pele.

A esfoliação aliada a outros métodos de tratamento potencializa os seus resultados já que, remover a pele morta de suas estrias permite que outros tratamentos de pele penetrem mais profundamente e surtam efeito mais rápido.

2. Tratamentos tópicos

Cremes e pomadas tópicos são métodos mais acessíveis para reduzir o aparecimento de estrias brancas. Alguns cremes estão disponíveis somente sob prescrição médica em uma clinica de estetica especializada.

Aplicados regularmente, os cremes tópicos podem amenizar ​as estrias, mas não removê-las completamente. Antes de realizar qualquer tratamento tópico, discuta os riscos, possíveis efeitos colaterais e resultados com seu médico.

Alguns cremes podem desencadear uma reação alérgica ou podem não ser fortes o suficiente para tratar sua condição.

3. Microdermoabrasão

Microdermoabrasão é um procedimento indolor para reduzir o aparecimento de estrias brancas. Esse procedimento tem como alvo a camada superior da pele (epiderme) e funciona estimulando a pele a apertar as fibras de colágeno e elastina.

No procedimento, minúsculos cristais esfoliantes são pulverizados sobre a área afetada ou uma varinha com ponta especial é esfregada na região.

Usando um dispositivo de tipo varinha, os cristais são gentilmente removidos, levando consigo a pele morta da camada da epiderme. Para resultados efetivos, a microdermoabrasão precisa ser repetida por um determinado período de tempo.

Após o procedimento, sua pele pode ficar firme e seca. Pode haver alguma vermelhidão da esfoliação. Normalmente, leva 24 horas para cicatrizar a pele.

Embora eficaz, esse procedimento não é garantido para remover totalmente as estrias. A gravidade das suas marcas influenciará os resultados.

4. Microneedling

Microneedling tem como alvo a derme, a camada intermediária da pele onde as estrias se formam. Nesse procedimento, pequenas agulhas são levemente pressionadas contra sua pele para desencadear a produção de colágeno.

O aumento de colágeno e elastina promove a regeneração da pele que pode melhorar a aparência e reduzir as estrias.

Para tratar eficazmente as estrias, você precisará fazer de mais de uma sessão de tratamento ao longo de vários meses. O Microneedling tem mostrado ser um tratamento eficaz para reduzir as estrias, especificamente para pacientes com pele mais escura.

Esse procedimento não deve ser confundido com a intradermoterapia estrias, quando a pele recebe enzimas para auxiliar na absorção de gordura.

5. Terapia com laser

A terapia com laser é uma opção comum de tratamento para remover as estrias brancas. No procedimento, os lasers penetram na pele, provocando a regeneração. Isso estimula os tecidos em torno de suas estria para curá-las em um ritmo mais rápido.

A terapia com laser estimula a produção de melanina na área afetada, ativando as células pigmentares em sua pele. Isso faz com que as estrias se misturem com seu tom de pele normal. Embora eficaz, a terapia a laser requer mais de uma sessão para se notar os resultados.

Há um número de diferentes terapias de laser usadas para tratar estrias e outros problemas de pele. Discuta as opções com o seu dermatologista.

6. Cirurgia cosmética

Caso esses tratamentos não sejam bem-sucedidos, a cirurgia estética é uma opção. É mais cara, mas eficaz e pode remover permanentemente as estrias brancas do seu corpo.

No entanto, é importante entender que a cirurgia pode deixar cicatrizes próprias, sendo indicada, então, para os casos mais graves de estrias.

Uma abdominoplastia com lipoescultura é um procedimento cosmético que não apenas remove as estrias, mas também remove o excesso de pele e gordura do abdômen.

Esse procedimento dá à pele e ao abdômen uma aparência mais plana e firme. No entanto, um procedimento cirúrgico vem com vários riscos à saúde. Antes de prosseguir com esse tratamento, discuta as opções com seu médico e as suas dicas de saude.

Enfim, as estrias são um problema de pele muito comum. Estrias brancas são cicatrizes de pele mais antigas que são mais difíceis de tratar do que as estrias mais recentes. No entanto, existem opções disponíveis para reduzir a aparência de suas cicatrizes, se você assim escolher.

Antes de seguir com qualquer tipo de tratamento, entenda que existe a possibilidade de suas estrias não desaparecerem completamente, principalmente se você já passou por algum tipo de tratamento como a drenagem linfatica.

Se você tiver dúvidas ou preocupações sobre o tratamento ou possíveis efeitos colaterais, agende uma visita com um dermatologista. Pense nisso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *