Crise de meia-idade: como mulheres e homens podem superar essa fase?

idade

Assim como em outros momentos de instabilidade física e/ou mental, a crise de meia-idade é normalmente caracterizada por causar algum tipo de desestruturação 

Na China, o termo “crise” é composto por dois ideogramas: um que significa “perigo” e outro que se refere à “oportunidade”. Ou seja, a escrita chinesa propõe que qualquer crise seja olhada a partir dessas duas perspectivas ¹. 

Logo, podemos olhar o envelhecimento com esperança, entender as suas consequências e, com bastante informação qualificada, aprender como superar a crise da meia-idade, fortalecendo a saúde e a qualidade de vida.

Quer saber mais sobre esse assunto? Aproveite este texto para saber mais sobre a crise da meia-idade feminina e masculina e conferir dicas para se fortalecer física e psicologicamente nessa fase da vida. Boa leitura!

O que é crise meia idade?

Uma crise é definida como um estado temporário de desorganização e instabilidade, determinado pela progressiva incapacidade de uma pessoa enfrentar certa situação ¹.

Ela é classificada de acordo com quatro aspectos: temporária, perturbadora, situacionalmente incapacitante e com potencial de superação. E esses componentes se adequam perfeitamente à crise da meia-idade masculina e feminina ¹.

A meia idade, classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), acontece entre os 45 e os 59 anos ³. Essa etapa da vida causa diversas transformações nos indivíduos, acarretando, portanto, a conhecida crise de meia-idade.

Essas alterações são tão importantes que podem ser comparadas às mudanças físicas e psicológicas que acontecem durante a adolescência. Porém, a madurescência traz momentos marcantes na jornada de todos, apresentando diferenças significativas entre homens e mulheres ².

Pesquisas concluíram que a crise de meia-idade é vivida de maneira introspectiva e, portanto, acaba afetando ainda mais as pessoas. Veja o que costuma preocupar nessa etapa ³:

  • sentimento de apreensão e vazio;
  • humor depressivo;
  • baixa autoestima;
  • redução da produtividade no trabalho;
  • perda da força muscular e da elasticidade do tecido fibroso dos músculos;
  • alteração hormonal;
  • diminuição progressiva das funções cognitivas e da memória.

Porém, estudos comprovam que no que tange à execução de atividades estratégias, de planejamento, de uso de informações e de manejo de emergência, uma pessoa na idade mediana não se diferencia de um adulto jovem ³.

Ou seja, o envelhecimento traz a oportunidade de aprender algo novo e buscar adaptações positivas ao avanço dos anos. Há uma teoria que alega que passamos por oito estágios entre a infância e a terceira idade ³:

  1. confiança básica versus desconfiança básica;
  2. autonomia versus dúvida;
  3. iniciativa versus sentimento de culpa;
  4. competência e habilidade versus sentimento de inferioridade;
  5. identidade versus confusão de identidade;
  6. intimidade versus isolamento;
  7. produtividade versus estagnação;
  8. aceitação do ciclo vital versus desesperança.

Em casa uma dessas fases há crises emocionais e é preciso ter o olhar mais atento para superá-las sem afetar a saúde física e mental ³.

Como acontece a crise da meia-idade feminina?

Para a OMS, o envelhecimento é ⁴:

 

  • “um processo sequencial, individual, acumulativo, irreversível, universal, não patológico, de deterioração de um organismo maduro, próprio a todos os membros de uma espécie, de maneira que o tempo o torne menos capaz de fazer frente ao estresse do meio-ambiente e, portanto, aumente sua possibilidade de morte. Mas o envelhecimento também pode ser compreendido como um processo natural, ou seja, senescente, que não provoca qualquer doença.”

 

Portanto, não há como escapar: homens e mulheres devem buscar mais informações sobre suas condições físicas e como potencializá-las para garantir a qualidade de vida durante a crise de meia-idade.

Antes de abordarmos os efeitos dessa idade nos homens, falaremos agora sobre a crise da meia-idade feminina.

A maior transição vivida por mulheres entre 40 e 59 anos é a chamada menopausa ou climatério, quando há a interrupção da menstruação e da capacidade de gerar mais vidas ¹.

A boa notícia é que especialistas afirmam que a menopausa é uma crise temporária, que pode perdurar de dois a cinco anos ¹. Então, ela também pode ser vista como uma chance de superação, de viver novas experiências e adquirir habilidades e hábitos nunca antes vivenciados ¹.

Apenas 10% das mulheres passam pelo estágio da menopausa sem sentir algum tipo de desconforto ¹. Veja quais são os principais pontos levantados sobre essa transição ¹:

  • mudança na forma do corpo;
  • alterações na pele, pêlos e cabelos;
  • acúmulo de gordura na região abdominal e nos quadris;
  • aparecimento de rugas e manchas;
  • perda de força muscular e saúde dos ossos, como a osteoporose;
  • sensação de muito calor;
  • sentimentos de insegurança, vulnerabilidade, ansiedade, irritabilidade e depressão.

Como se dá a crise da meia-idade masculina?

Já a crise da meia-idade masculina atinge também outros pontos relevantes na vida, como a redução da baixa produtividade no trabalho ou a aposentadoria. Até porque, há uma imposição social e cultural de que os homens devam ser os provedores financeiros da família ².

Essa fase de transição masculina é chamada de andropausa, pois ocorre uma progressiva redução da quantidade de andrógenos no corpo, como a testosterona, que afeta todo o corpo, não apenas a sexualidade ².

A queda da concentração de testosterona começa a partir dos 40 anos. Porém, a andropausa não afeta todos os homens ²:

  • cerca de 10% dos homens entre 40 e 50 anos apresentam níveis reduzidos desse hormônio;
  • na idade entre 60 e 69 anos, essa porcentagem aumenta para 40%.

Entenda quais são as dificuldades mais enfrentadas pelo público masculino na meia-idade.

Elementos sexuais

  • redução da libido (desejo sexual) e da intensidade do orgasmo;
  • disfunção erétil;
  • diminuição do volume de esperma ejaculado.

Elementos físicos

  • redução da massa e da força muscular;
  • atenuação da energia para atividades cotidianas;
  • aumento da gordura corporal;
  • alterações na cor e queda de cabelo e pêlos do corpo;
  • anemia e letargia.

Elementos emocionais

  • irritabilidade e alterações constante de humor;
  • ansiedade e depressão;
  • redução das funções cognitivas;
  • dificuldade de concentração;
  • redução da memória e da orientação espacial.

Lembramos que esses sintomas da andropausa não são encontrados em todos os homens e não precisam necessariamente acontecer ao mesmo tempo, podem surgir de forma isolada ².

Assim como as mulheres, os homens na meia-idade podem buscar adaptações para manter a qualidade de vida, mesmo com as transformações causadas na família e em seu núcleo social. Quanto mais informados eles estiverem, mais leve será essa transição, alcançando uma maturidade mais estável e feliz ²

Como superar a crise da meia-idade?

Com base em estudos científicos, separamos algumas dicas essenciais para saber como superar a crise da meia-idade. Veja a seguir!

Buscar grupos de apoio

Os grupos informativos são fundamentais para tirar todas as dúvidas de homens e mulheres durante a crise de meia-idade, além de conectar pessoas que estão passando pela mesma situação.

Normalmente os grupos de apoio são guiados por psicólogos que desenvolvem um trabalho primordial para as pessoas entre 40 e 59 anos enfrentarem aspectos emocionais da transição ¹.

 O que é abordado nesses encontros ¹?

  • fatores orgânicos: fisiologia dos ciclos hormonais, sintomas, terapia hormonal, alimentação e atividade física;
  • fatores emocionais: fantasias e expectativas na meia-idade, depressão, ansiedade, irritabilidade, qualidade do sono e sexualidade.

O contato com outras pessoas que compartilhem os mesmos problemas e sentimentos são essenciais para evitar questões psicológicas que podem desencadear o alcoolismo, problemas de saúde e hospitalizações ².

Fazer atividades físicas

Muitas pesquisas têm sido realizadas para entender os benefícios dos exercícios físicos em pessoas na meia-idade. 

Elas constataram que a prática regular deles está associada à prevenção de doenças, manutenção da saúde e melhora das relações sociais. Logo, a atividade física foi citada como uma forma de preparação para o envelhecimento ³.

Veja mais benefícios encontrados na prática frequente de exercícios físicos para indivíduos nesse estágio da vida ³:

  • desenvolvimento físico e mental;
  • maior disposição;
  • melhor condicionamento físico;
  • redução de dores;
  • liberação de tensões;
  • perda de peso;
  • aumento da qualidade de vida e da execução de funções cognitivas.

Não se esquecer da alimentação e suplementos

O fator nutricional é muito importante para superar a crise de meia-idade. Afinal, muitas pessoas que se encontram nessa fase, costumam adotar uma alimentação pobre em nutrientes vitais para a manutenção da saúde ⁴.

Além de investir em uma alimentação saudável e equilibrada diariamente, é possível complementar as deficiências de vitaminas e minerais no corpo com suplemento alimentar para meia-idade.

Por exemplo, a baixa absorção e concentração de vitamina D no corpo é uma das consequências do envelhecimento. Assim como a concentração de proteínas ⁴. 

Logo, foi constatado que é necessário investir em suplementos alimentares como ⁴:

  • aminoácidos de cadeia ramificada, como HMB e BCAA, para estimular a síntese e a contração muscular, melhorar o sistema imunológico e a cicatrização de feridas, equilibrar a pressão arterial e fortalecer a saúde dos ossos;
  • vitaminas em geral que atendam às necessidades de cada indivíduo.

Entendeu a importância de entender melhor sobre a crise de meia-idade? A partir de informações de qualidade que todos podem saber como seu corpo funciona e o que fazer para prevenir e atenuar sintomas gerados nessa etapa da vida.

Este texto foi escrito pela equipe da Vitasay, empresa pioneira de multivitamínicos no Brasil, que oferece uma linha exclusiva de vitaminas e minerais para pessoas acima de 50 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *