Diferenças entre o pilates clássico do contemporâneo

Para início da explanação, é importante que façamos um panorama sobre o pilates e o que caracteriza essa prática.

Ao falarmos em pilates, estamos tratando de um tipo de exercício físico com fins de ganho de força muscular e de equilíbrio, assim, como de uma melhora da flexibilidade e, até mesmo, para uma reabilitação daqueles que estão com algum problema ortopédico, por exemplo.

Essa prática iniciou-se na primeira guerra mundial, que aconteceu entre os anos de 1914 até 1918, inspirando-se em exercícios relacionados à cultura oriental como o yoga, o kung fu, o muay thai, a meditação e baseando-se na medicina tradicional chinesa.

Pilates: método de fortalecimento muscular

Dentre as diversas funcionalidades, o Pilates para coluna é uma das técnicas mais procuradas.

Com uma Aula de pilates para coluna busca-se amenizar dores na coluna, na lombar, erros de postura e, consequentemente, de respiração, sendo positivo, até mesmo, para o psicológico de quem o pratica.

Vertentes: clássica e contemporânea

A vertente clássica, como o próprio nome sugere, segue à risca essa prática da mesma maneira em que foi criada e trata-se de uma vertente menos utilizada, pois existe grande necessidade de se atender diferentes tipos de condicionamento físico.

Já a vertente do pilates contemporâneo, é uma adaptação criada com variações de movimento e respiração.

Além disso, é importante salientar que o pilates clássico objetiva que seja feito um treinamento completo, isto é, do corpo e da mente, já que acredita-se que, dessa maneira, os alunos alcançam o seu potencial máximo.

Outro destaque é o fato de que ele se caracteriza por ser uma prática que visa movimentar apenas a parte que está saudável do corpo, não tratando lesões em fase aguda.

Já o método contemporâneo não possui uma prática homogênea. Muitas vezes, ele é realizado por fisioterapeutas para fins de reabilitação, isto é, focando-se apenas em uma dor física.

Um tipo de pilates que se destaca é o chamado Stott, e começou a ser comercializado a partir de 1988.

Dentro dessa prática, existe grande atenção na respiração, no posicionamento da pelve, no movimento da escápula, no posicionamento da cabeça e coluna cervical e no posicionamento da caixa torácica.

Numa pesquisa de Stott pilates cursos, percebe-se que essa prática está cada vez mais difundida no mercado por sua grande atenção com a saúde dos praticantes.

Dentre os diversos Acessórios para pilates e yoga, existem os característicos da prática, listados a seguir:

  • Bolas;
  • Arcoflex;
  • Caneleiras;
  • Disco de propriocepção, etc.

A prática de pilates pode ser feita sozinha e, por isso, podem-se fazer diversas compras de materiais que auxiliam no seu desenvolvimento.

Os Acessórios para pilates solo são amplamente difundidos no mercado e de grande procura das pessoas que se identificam com esse método.

Entretanto, é importante que, ao fazer os exercícios, tenha-se consciência daquilo que se está praticando para não ocorrerem problemas com movimentos que lesionem alguma parte do corpo, impedindo uma piora do local do corpo que se pretende reabilitar.

Um método muito conhecido e procurado hoje em dia é a Aula de pilates com bola, atividade em que os movimentos são monitorados por quem entende do assunto e consegue auxiliar da melhor forma possível.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *