Entenda a importância de manter os travesseiros higienizados

Qual foi a última vez que você trocou ou limpou os seus travesseiros? Não se lembra? Saiba que eles precisam ser higienizados com alguma regularidade e que, para uma boa noite de sono, valem duas regras: travesseiro confortável e limpo.

O motivo é simples. Você troca as suas roupas de cama, certo? Mesmo fazendo isso semanalmente, ao longo do tempo os travesseiros – e os colchões – acabam acumulando poeira, com ela microrganismos como:

  • Ácaros;
  • Fungos;
  • Bactérias;
  • Entre outros.

Esses microrganismos encontram nas fibras sintéticas (e semissintéticas) e nos ambientes fechados dos quartos condições ideais para se reproduzirem. A exposição frequente a eles está associada a quadros alérgicos como rinite e sinusite, além de irritações na pele e conjuntivite.

Segundo especialistas, com apenas seis meses de uso um travesseiro já contém pelo menos 300 mil ácaros. 

Após um ou dois anos, há quem diga que ¼ do peso dos travesseiros seja de microrganismos e secreções do nosso corpo (como suor, cerume e lágrimas), que acabamos eliminando durante o sono.

Como higienizar o meu travesseiro?

Alguns travesseiros podem ser lavados, mas nunca faça isso sem verificar o que diz a etiqueta. Essa lavagem pode ser feita em algumas máquinas ou manualmente, com sabão em pó e amaciante ou em misturas caseiras com bicarbonato e vinagre, por exemplo.

É fundamental, no entanto, que os travesseiros estejam completamente secos (inclusive a parte interna e a espuma) antes de voltarem a ser utilizados. Como você já sabe, a umidade atrai microrganismos, então é muito importante que a secagem esteja completa. 

Caso contrário, a higienização pode ser mais maléfica que benéfica. Algumas máquinas lava e seca são eficientes para deixar os travesseiros bem secos, mas se você não tem uma, o melhor é levar a uma lavanderia. 

Com que frequência preciso fazer isso?

Pessoas com quadros crônicos de alergias são mais suscetíveis a essas complicações e devem ter cuidados redobrados, como higienizar os travesseiros com mais frequência. Mas todas as pessoas deveriam fazer isso algumas vezes ao ano, pelo menos a cada estação. 

Devo usar capas protetoras?

Usar capas protetoras nos travesseiros é uma ótima ideia pelo simples motivo de serem são mais fáceis de higienizar e, assim, você vai poder fazer isso com mais frequência. Mesmo assim, de vez em quando é bom lavar o travesseiro completamente.

Colocar no sol é uma boa ideia?

Essa é uma pergunta controversa porque o sol é um ótimo agente de sanitização, já que os raios ultravioletas são capazes de matar a maioria dos microrganismos, além de eliminar odores e mofo. 

Por isso, expor tecidos ao sol é, sim, uma boa ideia. O caso dos travesseiros e colchões, no entanto, é diferente.

Apesar de o sol ser eficiente para os fins citados acima, o calor na espuma dos travesseiros, já cheio de microrganismos, pode tornar o ambiente ainda mais propício para sua reprodução. 

Por isso, mesmo que só para secar, não é recomendado colocar os travesseiros ao sol.

E arejar os ambientes?

Arejar o quarto e deixar os travesseiros sem capa por algum tempo é uma ótima ideia para diminuir a proliferação de microrganismos. Se possível, faça isso diariamente, mesmo que apenas por alguns minutos.

Travesseiro tem prazo de validade?

Esse prazo varia de acordo com a qualidade dos materiais utilizados e também com os seus hábitos de higienização, mas todo travesseiro precisa ser trocado de tempos em tempos. 

Mesmo com uma boa limpeza, as fibras internas acabam estragando e acumulando esses pequenos seres indesejados.

A recomendação para a maioria dos travesseiros é que a troca seja feita a cada dois anos, mas alguns com tratamento antiácaros podem durar um pouco mais. Mesmo assim, precisam ser trocados em algum momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *