Modelos que aparelhos auditivos que podem te favorecer

Com a chegada da idade, é comum que pessoas idosas tenha perdas auditivas significativas, devido aos desgastes naturais do sistema auditivo, ou ocorrência de sintomas como a sensação de barulho no ouvido, precisando muitas vezes do auxílio de um aparelho auditivo para correção desses problemas.

Além dos problemas ocasionados pela idade, pacientes com outros tipos de deficiência auditiva, causadas por má-formação ou lesões também podem ser beneficiados por esse recurso.

É importante fazer uma diferenciação da deficiência auditiva quanto à condição de surdez. Esta última é caracterizada pela falta de audição total.

O deficiente auditivo pode se beneficiar de aparelhos diversos, adequados a cada tipo de deficiência, garantindo, assim, retorno da capacidade auditiva.

Classificações de deficiência e surdez

As classificações de deficiência auditiva e surdez são:

  • Leve;
  • Moderada;
  • Severa;
  • Profunda.

A perda de audição considerada leve é aquela em que o indivíduo apresenta até 40 decibéis de perda auditiva.

Com essa porcentagem de deficiência, a pessoa é capaz de adquirir linguagem oral, e apresenta problemas apenas para ouvir vozes distantes;

A perda moderada é considerada entre 40 e 70 decibéis. Nesse nível, a pessoa precisa que a voz seja imposta com intensidade para percebê-la melhor.

Ambientes ruidosos dificultam bastante essa captação do som. A linguagem verbal é bastante associada à percepção visual.

A partir da perda severa, o indivíduo já é considerado surdo e não mais deficiente auditivo. A surdez severa se caracteriza pela perda auditiva de até 90 decibéis.

Nesse nível, o indivíduo é capaz de identificar ruídos e vozes fortes.

A aquisição de linguagem não é mais natural, mas com auxílio profissional, pode ser possível.

A observação visual e do contexto será grande aliada na comunicação;

A surdez profunda é aquela com perda auditiva superior a 90 decibéis.

Não é possível identificar voz humana, nem adquirir linguagem oral. A comunicação será feita essencialmente por língua de sinais.

Identificação e tratamento do problema

A identificação do grau de deficiência ou surdez será feita por meio de uma audiometria. Esse exame detecta a capacidade do paciente de detectar e interpretar sons.

O teste é feito por um fonoaudiólogo, que interpretará as condições apontadas no teste, sendo capaz de identificar o nível de perda auditiva do paciente. A audiometria é realizada em uma cabine isolada de sons ambientes.

Ela pode ser de dois tipos: tonal e vocal. O primeiro identifica a capacidade auditiva como um todo. Já o segundo, a capacidade de identificação da fala humana.

Para fazer os testes é indicado que sejam evitados ambientes ruidosos algumas horas antes da realização.

Caso sejam detectados problemas que precisem de correção, o profissional responsável poderá indicar um bom Aparelho auditivo oticon.

Os aparelhos são compostos pelos seguintes itens:

  • Microfone;
  • Computador;
  • Amplificador;
  • Receptor.

O microfone tem como função captar as vibrações sonoras e transformá-las em sinais elétricos; o computador manipula os sinais recebidos e os adapta à capacidade auditiva da pessoa.

O amplificador aumenta o volume dos sinais e o receptor converte os sinais elétricos em voz acústica.

Pacientes com problemas de percepção de barulhos dentro da cabeça podem se beneficiar de aparelhos auditivos.

Uma busca por “Aparelho para zumbido preço” poderá fornecer boas indicações de locais para adquirir um aparato desses.

Para os pacientes que já fazem uso do equipamento, é importante ter cuidados com a limpeza do aparelho de forma adequada para garantir maior durabilidade. É preciso evitar ao máximo que o aparelho sofra quedas e impactos.

Não se deve usar panos úmidos para limpeza, os aparelhos são muito sensíveis à umidade.

Anos secos e pequenas escovas secas podem ser utilizados para remover a cera de ouvido que pode grudar no aparelho.

Para evitar o acúmulo exagerado, é preciso fazer a higiene diária dos ouvidos.

Ao retirar os aparelhos, coloque em locais afastados para evitar que crianças e animais tenham acesso.

O cuidado ao usar substâncias como sprays de cabelo e maquiagem deve ser redobrado, pois o fino pó desses cosméticos podem entupir o apetrecho.

Para que o aparelho funcione perfeitamente é imprescindível o uso de pilhas novas, que devem ser retiradas toda vez que o aparelho não estiver sendo usado.

Em casos de defeitos, é possível solicitar o Conserto de aparelho auditivo junto ao fabricante.

Nunca tente consertar por conta própria, os danos podem ser irreversíveis, gerando um prejuízo com a compra de outro aparelho que poderia ser evitado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *