Qual a diferença entre desodorante, antitranspirante e antiperspirante?

Você certamente conhece os desodorantes tradicionais, afinal, seja roll-on, aerosol, creme ou spray, esse é um produto básico de higiene pessoal que todos têm em casa e até carregam no dia a dia, dentro de suas bolsas e mochilas. 

Mas e quanto aos antitranspirantes e antiperspirantes, já ouviu falar? Também são produtos de higiene pessoal e possuem a mesma finalidade do desodorante: evitar o mau cheiro causado pelo suor na área das axilas.

No entanto, apesar de terem essa função em comum, há diferenças significativas entre esses três produtos. Se você não sabe quais são, continue lendo este artigo e entenda as particularidades de cada um deles.

Desodorante

Os desodorantes, como o próprio nome sugere, são produtos que têm como principal função evitar o mau cheiro, que nada mais é do que o resultado da combinação da ação das bactérias presentes na pele com o suor.

Sendo assim, pode-se dizer que os desodorantes, além de atuarem para inibir a proliferação dessas bactérias, também possuem fórmulas em sua composição que mascaram o mau cheiro.

Por outro lado, os produtos que são só desodorantes não atuam na inibição da transpiração.

Antitranspirante

Os produtos antitranspirantes, por sua vez, costumam ter dupla função: neutralizar os odores e impedir a transpiração. Com fórmulas um pouco mais elaboradas, eles ajudam a manter as axilas e as outras partes do corpo secas.

Dentre as substâncias presentes nas fórmulas dos antitranspirantes, podemos citar o cloridrato de alumínio, que age diretamente nas glândulas sudoríparas, fechando os poros e evitando a transpiração. 

Em compensação, esses componentes podem ser responsáveis por causar irritações na pele e o fechamento dos poros. No entanto, já há no mercado produtos antitranspirantes com fórmulas hipoalergênicas — sem sais de alumínio — para evitar esse tipo de problema.

Antiperspirante

Por fim, há os produtos antiperspirantes, cujo nome é “menos comum” nas prateleiras das lojas. Assim como os antitranspirantes, eles também possuem a função de bloquear a transpiração, mas existe uma diferença importante: eles são feitos para quem sofre com transpiração excessiva ou tem problemas de hiperidrose.

Em outras palavras, os antiperspirantes possuem uma fórmula ainda mais elaborada, com o intuito de criar uma espécie de tampão para bloquear a produção do suor.

Funções combinadas

Ainda que haja as diferenças citadas entre os três produtos, você pode já ter se deparado com um produto chamado de “desodorante antitranspirante” e não há erro nenhum nisso.

Isso porque a função do desodorante e do antitranspirante podem, e normalmente são, combinadas em um único produto.

Sendo assim, o produto citado no exemplo, além de combater o odor proveniente do suor, também irá combater e diminuir a transpiração. Inclusive, esse é o caso mais comum em produtos para as axilas.

Seguindo o mesmo raciocínio, também é possível que um antiperspirante que seja, ao mesmo tempo, desodorante.

Quais complicações podem surgir a partir do uso de desodorantes, antitranspirantes e antiperspirantes?

Os antitranspirantes podem causar a obstrução dos poros e produzir inflamação na glândula sudorípara, gerando furúnculos. Algumas pessoas também podem apresentar irritações na pele causadas pelos derivados do alumínio contidos presentes nesses produtos.

Recentemente, também foi divulgado na mídia que os antitranspirantes e antiperspirantes que contém os sais de alumínio estariam causando câncer de mama em algumas mulheres, pois esses componentes estariam sendo absorvidos e acumulados no organismo. Essa informação, no entanto, foi desmentida pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que divulgou um parecer técnico informando que até o momento não há nenhum dado científico que comprove essa alegação.

Os desodorantes tradicionais, por sua vez, não causam nenhum tipo de complicação.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *