Saiba como funcionam os hormônios da felicidade

Você já parou para pensar quanto suas emoções causam diferentes efeitos no seu organismo? Estar apaixonado pode te deixar nas nuvens, sem apetite e com aquele frio na barriga por conta da felicidade

A ideia é muito semelhante após a prática de exercícios, pois ambos os casos geram sensação de conforto. Os responsáveis por isso são alguns hormônios produzidos pelo nosso corpo, por exemplo:

  • A ocitocina;
  • A dopamina;
  • A endorfina;
  • A serotonina. 

Conhecidos como os hormônios da felicidade, causam prazer, bem-estar e muita alegria. Mas você sabia que cada um deles tem uma função diferente?

Como age a ocitocina?

Também conhecida como hormônio do amor, a ocitocina pode aparecer quando você está apaixonada(o). Ela é responsável por reduzir a ansiedade, passando a sensação de calma e segurança. 

Participa também do desejo sexual, das contrações no parto e da produção de leite após o nascimento do bebê.

Como age a dopamina?

Relacionada às recompensas, é responsável por estimular o cérebro a concluir tarefas. Envolve aquela sensação de prazer depois de concluir alguma atividade física, uma leitura e qualquer outra coisa que você goste. Também ajuda no aprendizado e na memória.

Como age a endorfina?

A endorfina é um analgésico natural, atuando para reduzir a dor e o estresse, o que nos deixa mais confortáveis. Ela ajuda a equilibrar a resposta do corpo aos fatores estressantes, diminuindo os níveis de cortisol na corrente sanguínea.

Como age a serotonina?

Neurotransmissor encontrado no SNC (Sistema Nervoso Central), nas plaquetas e no trato gastrointestinal. Responsável pelo equilíbrio do humor, do sono e do apetite. Além disso, também é responsável pelo bom funcionamento do sistema cardiovascular.

Veja quando os hormônios da felicidade são ativados

Os hormônios da felicidade são ativados no organismo sempre que fazemos uma atividade prazerosa. Pode ser algo simples, como dormir ou assistir TV. O importante é que você se sinta bem e, consequentemente, relaxe.

Um exemplo muito comum e recomendado pelos médicos é a prática de atividades físicas. Ainda assim, é preciso escolher um exercício que você goste e com o qual se sinta à vontade.

O que fazer para estimular a produção dos hormônios?

Como são substâncias produzidas naturalmente pelo organismo, é interessante adotar alguns hábitos saudáveis em seu dia a dia para estimular a presença da serotonina, ocitocina, dopamina e endorfina. Veja o que é indicado fazer:

Faça um glow-up

Apesar do nome diferente, envolve cuidar mais de si — desde usar produtos para a pele até beber mais água ao longo do dia e prestar atenção ao cardápio. A ideia é fornecer ao corpo o que ele precisa e ajudar a aumentar a sensação de bem-estar.

Pratique exercícios físicos

Uma recomendação clássica, mas essencial para ajudar na liberação dos hormônios da felicidade. O truque, para quem torce o nariz só de pensar em se exercitar, é escolher algo que gosta. 

Pode ser uma caminhada, andar de patins, de bicicleta e até um passeio no parque com seu cachorro.

Medite um pouco

O estresse e o aumento da quantidade de cortisol na corrente sanguínea são responsáveis por afastar ou reduzir a ação dos hormônios da felicidade. Reserve ao menos uns minutos do seu dia para meditar. Coloque uma música relaxante e desligue os pensamentos.

Faça atividades que gosta

O que você gosta de fazer? Pense em uma atividade na qual nem sente as horas passarem e fica o tempo todo, sem nem perceber, com um sorriso no rosto. Pode ser uma saída com amigos, escrever, ler, ver TV, viajar, brincar com seu animal de estimação ou com os filhos. 

Durma mais e melhor

Ao dormir, você libera endorfina. Aqui estamos falando em dormir bem e permitir que o corpo descanse. Procure se deitar e levantar no mesmo horário, apostar em colchão e travesseiro confortáveis e descansar ao menos oito horas por dia. Você vai sentir a diferença!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *