Sono e saúde estão ligados diretamente

Dormir é algo espontâneo e essencial ao ser humano, da mesma maneira que respirar e comer, mas, como um hábito natural, não paramos pra pensar sobre a relação entre sono e saúde.

Sono e saúde estão totalmente associados à qualidade de vida do ser humano. Durante o sono, nosso organismo executa funções extremamente importantes: fortalecimento do sistema imunológico, secreção e liberação de hormônios, consolidação da memória, entre outras.

Desta maneira, a falta de descanso adequado para nosso cérebro, causada pelo cotidiano conturbado e competitivo do mundo contemporâneo, em conjunto com a infinidade de distúrbios noturnos que alcançam grande parte da população, faz com que o desempenho de todas essas funções realizadas durante o sono vá por água abaixo.

Além da qualidade de vida, os distúrbios do sono afetam também a saúde e segurança pública, pois alargam o número de acidentes industriais e de trânsito.

As avaliações sobre o índice de acidentes e mortes causados por sonolência ou cansaço variam de 2% a 41%, com perdas em termos financeiros, em sequelas irreperáveis e da própria vida.

Sono e saúde: entenda a relação e viva melhor 

Especialistas mostram que o sono de qualidade desenvolve o equilíbrio físico, mental e emocional, revigora o sistema imunológico, auxilia na prevenção de doenças e tem ampla importância para o bom funcionamento do cérebro.

O sono possui 3 principais funções: descansar, ajustar e preparar o organismo para o próximo despertar. Ao dormir, ocorre a limpeza de toxinas que são concentradas durante o dia.

Não é apenas descanso. O cérebro passa por um tipo de preparação para que possamos realizar bem todas as funções do organismo e as atividades no dia seguinte.

Estudos indicam, ainda, a boa aptidão do sono para a preservação da memória. No decorrer dos estágios do sono, há um arranjo da memória em que são rejeitadas as menos úteis com o objetivo de criar uma reserva cerebral. Uma verdadeira organização de arquivos de memórias importantes!

A falta dele pode ocasionar ansiedade e problemas de peso. O cérebro com pouco descanso altera os níveis de leptina, hormônio que regula a sensação de saciedade, e de grelina, que provoca fome e reduz o gasto de energia.

O acompanhamento de um nutricionista para emagrecimento e manutenção do peso nestes casos é essencial para evitar que diversos tipos de doenças apareçam.

Especialistas explicam que o sistema de defesa do organismo é danificado quando o indivíduo dorme pouco ou mal e isso amplia o risco de doenças, principalmente as cardiovasculares — hipertensão arterial, infarto, derrame cerebral — e as doenças metabólicas que incluem obesidade e diabetes, como já dissemos anteriormente.

Distúrbios do sono

A carência de sono acarreta consequências sérias ao organismo. Além de indisposição e irritabilidade, uma noite mal dormida prejudica diretamente a sua capacidade de concentração e memorização.

De acordo com um estudo dirigido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, nos Estados Unidos, os distúrbios do sono estão associados com o surgimento de uma série de enfermidades crônicas, especialmente em pacientes com mais de 45 anos.

O sono em excesso pode interferir também no seu bem-estar psicológico, uma vez que estão unidos a uma maior incidência de quadros de depressão e ansiedade.

Transforme seu estilo de vida e durma bem: seu corpo e sua mente agradecem!

A falta de sono pode estar relacionada a uma sucessão de fatores, fisiológicos e/ou comportamentais.

Dessa maneira, para assegurar noites de repouso tranquilas, procure manter uma alimentação equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes, carnes magras, cereais e com baixos índices de açúcar, carboidratos refinados e gorduras.

Atualmente está bem mais fácil encontrar especialistas em nutrição online ou mesmo nutrição a domicílio, facilitando ainda mais para quem tem pouco tempo

Também inclua na sua rotina o hábito de praticar atividades físicas. Ao se exercitar, seu corpo libera endorfina, hormônio ligado à sensação de prazer e bem-estar que auxilia a induzir o relaxamento e previne o estresse, um dos maiores inimigos da saúde e do bem-estar.

No caso de atletas, a nutrição esportiva também pode auxiliar a melhorar o desempenho e a performance nas atividades.

Uma outra dica importante: 2 (duas) horas antes de se deitar evite contato com luz branca, como televisão ou celular, pois eles atrapalham na produção de melatonina, nosso hormônio do sono.

Por fim, fuja de costumes pouco saudáveis, como o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o tabagismo, que podem interferir expressivamente na qualidade do seu sono e saúde.

Este artigo foi desenvolvido pela Nutricionista Camilla Baffa, onde você encontra diversas informações sobre alimentação saudável e bem estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *