12 Dicas úteis para mamães de primeira viagem

grávida

Ser mãe não é uma tarefa fácil, e se formos mães de primeira viagem, a tarefa é muito mais complicada. Mesmo assim, vamos ganhando experiência aos poucos, com as dúvidas, medos e acertos. 

Em suma, a experiência nos dá conhecimento e nos prepara para dar aos pequenos os cuidados de que ele precisa.

Quando recebemos a notícia de que pela primeira vez seremos mães, ficamos um pouco assustadas. Isso é totalmente normal, porque é uma experiência totalmente desconhecida.

Nunca é demais ler algumas dicas. Muitas delas podem nos ajudar a tornar o desafio um pouco mais fácil e mais intenso nesta era em que a Internet nos dá todas as informações disponíveis sobre o que precisamos.

Quando seguramos um bebê recém-nascido em nossos braços, estamos contemplando o milagre da vida. Se você é uma mamãe de primeira viagem, essas dicas serão úteis para você.

Deve-se notar que as dicas são diretrizes, não regras ou comandos rígidos. O objetivo de ajudá-lo com essas dicas é orientá-lo para que você mesmo possa tomar suas próprias decisões. Em casos de dúvidas, sempre consulte o obstetra. 

Dicas úteis para mamães de primeira viagem

1 – Quando devo ir ao médico?

Desde o primeiro momento que você descobre que está grávida, é importante que você vá ao médico para dar início ao acompanhamento pré-natal. 

Após a primeira consulta, o médico irá indicar o período que deve haver entre uma consulta e outra, e em quais situações é preciso ser consultada com emergência. 

2 – Como contar o período certo de gravidez

Para saber qual o período certo de gravidez, basta se atentar a data de sua última menstruação, começando o cálculo desde o primeiro dia da mesma, pois os médicos realizam esse cálculo com base no período antes da fecundação.  

Você sentirá o bebê mexer na barriga entre a 18ª e a 20ª semana de gravidez. Você primeiro sentirá um formigamento, depois terá as movimentações quando ele mudar de posição, chutar, etc.

3 – As novas mamães devem estar atentas a tudo

Você deve estar vigilante e notar se tiver sintomas estranhos em seu corpo. Se você tiver sangramento intenso, febre acima de 38º ou dor abdominal muito forte, é melhor consultar seu médico.

As contrações são um forte sinal de que você está prestes a dar à luz. São dores abdominais ou lombares que aumentam fortemente.

4 – Viagens para gestantes: é permitido? 

Claro, se não for uma gravidez de risco. Além disso, o ideal é que as viagens de avião sejam realizadas somente entre o terceiro e sétimo mês de gestação, pois antes desse período o bebê ainda está se formando, após dele correr o risco de parto prematuro. 

5 – Atividades físicas durante a gravidez

Caso a gravidez não seja de risco e com contraindicações médicas, fazer exercícios de atividade com intensidade moderada é muito benéfico para gestação, bem como, caminhadas e natação, há também quem faça musculação e treinos como CrossFit. 

Consulte seu médico para saber qual exercício é mais indicado para você.

6 – Relações sexuais na gravidez

Quando a gravidez não é de risco, as relações sexuais são permitidas e podem trazer benefícios. Há situações em que os médicos indicam ter relações até mesmo um dia antes do parto. 

7 – Mudanças de humor

Mudanças de humor são normais na gravidez. Lembre-se de que seu corpo está passando por muitas mudanças e os hormônios estão à flor da pele. Terá dias em que seu humor não estará dos melhores, que estará mais sentimental ou alegre.

Além disso, há momentos em que as mulheres irradiam beleza na gestação, outros em que o cabelo cai, mudanças no peso, etc. Fatores que contribuem para os dias mais difíceis.

8 – Registre todos os momentos da gravidez

O ensaio gestante é uma das maneiras de registrar aquela barriga linda em cenários diferentes, seja na praia, campo, em casa, na piscina, no quarto que aguarda o pequeno, etc. 

Registrar as mudanças que acontecem no corpo de um mês para outro, como uma linha cronológica é perfeito. Além disso, também não deixe de realizar o ensaio newborn com os pais, assim que o seu bebê nascer. 

Muitas pessoas pesquisam por “ensaio newborn preço”, mas os valores são razoáveis e valem à pena, já que é o registro perfeito de uma fase única na vida do pequeno. 

9 – Procure estar sempre informada

Consulte outras mães ou faça pesquisas online, assim você terá mais conhecimento sobre o assunto. Livros sobre maternidade também podem ajudá-la. 

10 – Conte com seu parceiro, família e amigos 

Eles são pessoas que irão apoiá-lo em todos os momentos, diga-lhes as suas preocupações.

11 – Quando estiver com o seu bebê, tente dormir quando ele dormir. 

Muitas mães de primeira viagem passam as noites preocupadas e quase não descansam para ficar de olho em seu pequeno, mas isso não é recomendado, pois você também precisa descansar, mesmo que não consiga ter horas ininterruptas de sono, o ideal é descansar sempre que o pequeno dormir.

Peça ajuda da família, para olhar o bebê quando você estiver descansando. 

12 – Evite abusos, incluindo visitas.

Os primeiros dias serão os mais difíceis, porque é uma mudança radical e você também ficará mais cansada. No entanto, muitas pessoas estão ansiosas para conhecer o seu bebê e te parabenizar pelo momento, querendo visitá-la o mais rápido possível. 

O ideal é conversar com amigos e familiares, pedindo para que os deixe descansar ao menos nos primeiros dias após o parto, marcando as visitas para a próxima semana. 

Colaboração do Blog Dicas de Beleza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *