Como envelhecer com saúde e o tratamento de doenças

Envelhecer

Envelhecer é um processo natural do corpo humano, que geralmente, começa a ocorrer antes da fase classificada como idosa. Esta fase é a partir dos 60 anos e considera pessoas com essa idade como idosas.

Alguns cuidados feitos anteriormente a esta idade são essenciais para garantir mais qualidade de vida ao chegar na fase idosa e envolvem, de modo geral:

  • Consulta médica de forma preventiva;
  • Ingestão de vitaminas recomendadas;
  • Alimentação equilibrada e saudável;
  • Prática de esportes e atividades físicas;
  • Não ter fumado ou consumido em bebidas alcoólicas;
  • Ser um consumidor ativo de água;
  • Utilizar protetor solar.

Estes são apenas alguns dos cuidados que todo ser humano deve ter, para chegar na fase idosa com a menor probabilidade de desenvolver doenças e lesões.

Uma das formas preventivas disso é também não ignorar as dores que vão surgindo ao longo da idade. Essas dores podem ser causadas por movimentos repetitivos no trabalho que acabam gerando lesões no paciente.

As lesões no paciente e tratamento

Ao longo da vida, podemos sofrer diversas lesões de forma natural e outras, de forma provocada por esforço repetitivo ou movimentos equivocados.

Quedas e acidentes também podem contribuir para estes problemas. Acontece que, na fase idosa, a probabilidade de sofrer lesões cresce, sendo necessária uma atenção especial.

Como lesões, podemos destacar:

  • Bursite;
  • Tendinite;
  • Dermatites;
  • Fraturas.

A bursite, que é uma lesão nas articulações que protege e evita o atrito entre o osso, o músculo ou tendão. Essa inflamação pode ocorrer por esforço repetitivo ou acidente e geralmente, se intensifica na fase idosa.

Ela é mais comum no ombro, bacia e joelhos e pode causar muita dor no paciente, evitando sua locomoção ou movimentação do local afetado.

Por isso, a primeira ação é procurar por um médico ortopedista que acompanha esse paciente, com o objetivo de identificar e trazer um diagnóstico preciso sobre este tipo de lesão.

Isso pode ser feito, inclusive, com uma ressonância magnética. Em pacientes em que esse tipo de lesão é constatada, além de apontar o uso de remédios, o médico encaminha para a fisioterapia ombro bursite.

A fisioterapia

O profissional da fisioterapia é especialista no tratamento de tendões, músculos e nervos e seu principal objetivo é atuar na fase de prevenção de lesões, tratamento e reabilitação.

No caso de uma bursite, não é diferente. A partir do laudo médico, o fisioterapeuta irá examinar o paciente e identificar os pontos de lesão.

Com isso, é possível passar exercícios para bursite no ombro, que variam dependendo da idade do paciente, seu quadro clínico e outros problemas de saúde que ele possa ter.

Por isso, esses exercícios não devem ser feitos sem orientação médica e muito menos, sem o acompanhamento do fisioterapeuta.

Com exercícios que podem ser feitos sentados ou até mesmo em pé, o paciente consegue voltar a ter uma movimentação do local afetado, sem comprometer ou agravar sua lesão.

Algumas dicas complementares

Além de buscar um profissional da fisioterapia, para alívio e tratamento de dores, esse paciente também precisa refletir sobre  alguns cuidados que são necessários para manter sua saúde.

Por isso, é importante que o idoso adquira alguns equipamentos para o monitoramento de sinais vitais e elementos fundamentais como pressão arterial e glicemia.

Um exemplo é comprar um aparelho de pressão digital de pulso, que é moderno, avançado e apresenta um resultado digital, que é mais fácil de ser compreendido.

Alguns modelos mais avançados apontam os batimentos cardíacos da pessoa e seu nível de saturação, contribuindo para o monitoramento de doenças como hipertensão, que caracteriza a pressão alta.

Para obter o aparelho para medir pressão arterial e realizar o procedimento ao menos uma vez ao dia, o idoso pode fazer essa compra pela internet ou diretamente em uma farmácia de confiança que comercialize o produto.

No caso do idoso que está acamado em casa ou em um processo de internação residencial, existe a possibilidade de adaptar o quarto de uma casa, em um quarto hospitalar, com os equipamentos necessários para realizar os cuidados.

Por isso, a família necessita comprar visor de radiografias, uma cama hospitalar, contar com cilindro de oxigênio e profissionais da saúde que contribuam para esse monitoramento.

Nesta fase, o importante é garantir que esse idoso seja bem atendido e tenha os equipamentos necessários para isso. Isso pode envolver o aluguel de materiais, como o aluguel cadeira de banho preço, que auxilia na hora da higienização do paciente.

Portanto, os investimentos realizados em equipamentos de qualidade são essenciais para garantir a segurança e o bem-estar dos idosos que necessitam de cuidados especiais com a saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *