Lesões bucais na infância, maneiras de evitar estes problemas

Sem dúvida nenhuma, as lesões bucais na infância são uns dos problemas mais comuns e que mais assustam a maioria dos pais. Mas, realmente, embora muitos casos sejam inofensivos, é bom tomar algum cuidado.

É possível encontrar hoje em dia um curso de lesões bucais na infância, o que seria o melhor caminho para se preparar para a maioria destes problemas.

Entretanto, existe uma quantidade boa de conteúdos nos quais você pode aprender com instruções simples.

Estamos falando principalmente da prevenção, já que diagnósticos e tratamentos sempre devem ser orientados por um médico que seja especialista na área. 

Assim, trazemos hoje um pequeno guia que pode ajudar a diminuir a incidência deste tipo de problema. Vamos conferir?

Maneiras de evitar as lesões bucais na infância

Lesões bucais são em sua maioria pequenas feridas que ficam desde a gengiva até os lábios e entornos da boca. É realmente difícil apontar só uma causa deste tipo de problema, principalmente porque este não é um problema de um só tipo.

Existem vários tipos de lesões bucais, cada uma com seu nível de gravidade, tratamento e prevenção. Sendo realmente necessário estar atento a sinais que acabam por aparecer.

Principalmente, no início da infância, já que o sistema imunológico da criança pode estar bem fraco, por estar ainda em desenvolvimento. Por isso, os pais precisam estar atentos para entender exatamente como tratar o problema.

Para poder te orientar melhor, trazemos aqui as principais lesões bucais na infância e como fazer para preveni-las.

1 – Aftas

Estes são os tipos mais comuns de lesões bucais, embora estejam longe de ser os únicos. As aftas são feridas abertas na primeira camada de pele da boca. 

Por ser um tipo mais sensível estas feridas costumam doer bastante e trazer uma sensação de ardência quando ela está exposta e entra em contato com algumas substâncias.

Por isso, é importante ter em mente que a melhor maneira de não piorar a situação é deixando ela em paz. Normalmente, ela acabará por fechar sozinha entre 7 a 10 dias.

Mas, se elas aparecerem em quantidade ou durarem por mais tempo, então o caminho correto é ir atrás de um médico profissional.

De fato ela é uma lesão causada na maioria das vezes por acidentalmente mastigar a área. Embora possa surgir por problemas com gastrite ou ingerir alimentos muito ácidos.

Utilizar pomadas anestésicas ajuda um pouco para o processo ser menos doloroso. Embora seja ideal utilizar anti sépticos bucais para evitar uma infecção sobre a ferida aberta.

Para evitar este problema o ideal é verificar se sua dentição está adequadamente alinhada (senão procure um dentista).

2 – “Sapinho” (candidíase)

A candidíase talvez seja um dos fungos mais comuns a causar problemas infecciosos em humanos. Normalmente, seus resultados negativos acabam aparecendo em toda a boca, gengiva, palato e língua. É normal que alguma quantidade fique nos lábios também.

Este é um problema muito comum em recém nascidos, mas pode aparecer até mesmo em pessoas adultas.

Por ser uma infecção de fungos pode ser recomendada uma pomada especial pelo dentista ou pediatra. Em geral, a infecção não traz dor ao paciente, mas pode arder como em um caso de afta.

O ideal para se prevenir deste problema é manter tudo na casa bem higienizado. Ensinar seu filho a não compartilhar copos ou qualquer outra coisa que a boca de alguém tenha tocado.

Se o problema aparecer em grande quantidade, o ideal é levar ao médico.

3 – Herpes Simples

Este é mais um problema bastante comum entre as lesões bucais na infância. A herpes é uma infecção viral que costuma durar em média de 7 a 10 dias.

Ela traz bolhas e feridas dolorosas, normalmente no canto da boca da pessoa. Não existe ainda uma cura para este problema, embora ele seja fácil de se atenuar com algumas pomadas especiais, principalmente remédios antivirais.

Entretanto é válido dizer que a herpes é extremamente contagiosa. Por isso, é crucial que se alguém na casa possua o problema utilize utensílios e copos separados.

Sempre mantenha a higiene da casa em alta, principalmente das mãos que irão até a boca por alguma hora.

E claro, a maioria das infecções acontecem por compartilhar copos, utilizar bebedouros ou algo semelhante em ambientes desconhecidos. 

Por isso, dê ao seu filho uma garrafinha para que ele não precise utilizar bebedouros por aí.

Mostre também a importância de não compartilhar este tipo de coisa com os colegas.

4 – Placa bacteriana

É muito comum que as crianças achem a hora da higiene bucal uma atividade ligeiramente tediosa. Por isso, é importante que haja sempre uma supervisão adequada da parte dos pais, não dá para bobear quando o assunto é higiene.

As placas bacterianas também são chamadas de biofilme dental, e são basicamente um acúmulo de bactérias por cima da dentição.

Inicialmente ela se remove de maneira fácil, basta retomar uma boa rotina, e de preferência utilizar um enxaguante bucal com propriedades anti sépticas.

É importante ter um cuidado com o fio dental, muitas vezes seu filho pode estar utilizando este importante item da maneira errada. Por isso, tome cuidado e supervisione a atividade.

Lembrando que alguns casos de infecção na garganta e amígdalas podem trazer placas temporárias. 

Algumas vezes este tipo de problema pode trazer várias reações negativas, desde febre muito altas até mesmo dores e dificuldade para engolir.

Por isso, a recomendação é que a pessoa vá diretamente ao médico. De preferência a um otorrinolaringologista.

Conclusão

Embora a maioria desses problemas tenda a recuperar de maneira espontânea, é muito importante não deixar de lado a visita a um profissional.

Um curso de lesões bucais na infância é uma excelente maneira de se manter informado e até mesmo prevenir vários outros problemas. Por isso, mesmo vale a pena você tirar suas dúvidas e seguir com informação de qualidade.

Estou sempre aqui para te trazer as melhores dicas e informações do assunto, por isso não tenha medo de falar. Basta ir até a sessão de comentários logo abaixo para nos comunicarmos.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *