Massagens musculares para relaxar pós-treino e aliviar a dor

Exercícios físicos são fundamentais para a saúde física de todos nós. Entretanto, as dores musculares surgem logo após os treinos para quem é sedentário ou está há muito tempo parado. 

Devido a isso, as famosas dores pós-treino amedrontam muitas pessoas que querem retornar às atividades físicas. Vamos saber mais sobre massagens e outros métodos eficazes para amenizar esse desconforto?

As dores não podem servir de desculpa para não treinar. Caso não se lembre, se você desanimar e desistir, as dores voltam com o corpo parado. Então, se é para doer, que seja com motivação e bem-estar nos treinos, certo? Vamos juntos!

Massagem pós-treino

Após um treino pesado, com exercícios muito intensos, nada como uma boa massagem. Ela pode ser aplicada por um massagista ou fisioterapeuta profissional. Seu objetivo é aliviar a tensão dos músculos, deixando-os relaxados e aumentando o fluxo sanguíneo da região afetada.

Entretanto, se houver lesão nos músculos, ela não é indicada, pois pode piorar o quadro. Outra massagem bastante recomendada para o pós-treino é a relaxante, o que auxilia os músculos a descansarem e estarem prontos para o próximo dia de treinos intensos.

Gelo, muito gelo

Outra ideia perfeita para recuperar os músculos no pós-treino é a crioterapia. Ela consiste em mergulhar o corpo em um local com água e gelo logo após o exercício. O gelo tem efeito analgésico e diminui as dores musculares.

No entanto, quem não tem acesso a esse tipo de terapia pode usar compressas geladas. Além de ajudar a diminuir o inchaço e o desconforto, o gelo também impede danos musculares mais graves e ajuda o corpo a se recuperar mais rápido.

Exercícios de baixa intensidade

Após um treino pesado, recupere os músculos com atividades mais leves e diferentes do que você está acostumado a praticar. Se, por exemplo, você joga futebol, pode recuperar o corpo com yoga, por exemplo.

Esse treino mais leve estimula a circulação sanguínea e a chegada de substâncias que irão combater a inflamação muscular. No entanto, é recomendado ter o acompanhamento de um profissional para não exagerar no pós-treino e piorar as lesões.

Liberação dos nós

Pode ser feito com bastões, rolos de espuma ou bolinhas. A ideia aqui é reduzir pontos de tensão e liberar os nós musculares comuns em atividades de alta intensidade. Essa massagem também estimula o fluxo sanguíneo.

Ela pode ser feita antes dos exercícios, para aumentar a mobilidade e soltar a musculatura, ou depois, para aliviar as dores pós-treino. Com os acessórios corretos, todo mundo pode fazer essa massagem em casa. No entanto, sempre com acompanhamento profissional.

Descanso é fundamental

Descanse os músculos entre 24 a 48 horas. Isso é fundamental para o tecido muscular se recuperar e evitar lesões mais graves. Por isso, se exercitar os membros superiores um dia, treine os inferiores no outro.

Além disso, respeite os horários de sono. O descanso noturno é essencial para a recuperação dos músculos e dos níveis de energia. No entanto, deve ser um sono de qualidade, então evite dormir em pequenos cochilos e realmente durma durante a noite.

Boa alimentação sempre

Além de se hidratar sempre, tenha uma alimentação balanceada para recuperar bem seus músculos. Evite fast foods, pois pioram a inflamação muscular. Dê preferência a alimentos naturais, principalmente os anti-inflamatórios.

Um bom exemplo é o açaí. Ele auxilia no bom desempenho, evita lesões e reduz bastante as dores musculares pós-treino. Outro exemplo é a cúrcuma ou açafrão-da-terra. Ele contém curcumina, um potente anti-inflamatório.

Alongamentos

Feitos antes e após os treinos, auxiliam na recuperação muscular e garantem um bom desempenho, Além disso, são um forte combate ao sedentarismo, melhoram a circulação, evitam lesões futuras e proporcionam aumento na flexibilidade e na mobilidade.

Muitas vezes, durante um treino, as pessoas preferem se alongar antes ou depois dos exercícios físicos. Não tem problema: o importante é fazer o alongamento e prevenir futuras lesões e dores maiores pelo corpo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Gear SEO, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *