Benefícios da vitamina E para sua pele

Na hora de adquirir um dermocosmético, você observa a composição dele? Por mais atraente que o marketing envolvido no produto seja, o consumidor precisa analisar se ele oferece uma fórmula inteligente para a pele.

Ademais, é necessário saber se os compostos conseguem não só disfarçar imperfeições, mas oferecer benefícios reais à pele. Um composto que faz toda a diferença na qualidade de um bom hidratante, por exemplo, é a vitamina E. 

Antioxidante, ela previne o envelhecimento e mantém a pele jovem por mais tempo. Além disso, atenua linhas de expressão e deixa a pele mais viçosa. Entenda mais sobre o que é e quais benefícios a vitamina E proporciona para a pele.

O que é a vitamina E?

Também chamada de tocoferol, a vitamina E é um composto de oito lipossolúveis (solúveis em gordura) que traz uma série de benefícios ao organismo. 

Presente em folhas verde-escuras, a substância tem ação antioxidante, ou seja, evita que as células se oxidem — processo associado ao envelhecimento e surgimento de doenças graves, incluindo Alzheimer e câncer de diferentes tipos.

Um fator importante é que a vitamina E não é produzida pelo corpo humano, e sim pelas plantas. Portanto, é fundamental sua ingestão através de alimentos e uso de dermocosméticos com esse composto.

Vitamina E e oxidação celular

A vitamina E combate os radicais livres, moléculas portadoras de átomos com número ímpar de elétrons. Essas moléculas acabam captando elétrons de proteínas da célula para completar o par. 

Dessa forma, inicia um ciclo: essa molécula que perdeu o elétron se torna um novo radical e vai atrás de outra para desfalcá-la, e assim sucessivamente.

O problema é que a oxidação causa um desequilíbrio nas células, que o corpo humano consegue reverter sem problemas. Mas quando ela ocorre em grande quantidade, o organismo não consegue controlar essa quantidade de moléculas desfalcadas.

A oxidação é um processo natural, mas há uma série de fatores que podem aumentá-la, por exemplo:

  • O estresse;
  • O tabaco;
  • O consumo de bebidas alcoólicas;
  • Os resíduos de pesticidas nos alimentos;
  • A exposição a raios-X;
  • A atividade física muito intensa.

Por isso, é necessário ter atenção a diversos fatores, principalmente para evitar possíveis problemas e dores de cabeça.

Como a vitamina E atua na pele

Como dito, o tocoferol é um antioxidante, ou seja, uma substância capaz de “doar” um elétron ao radical livre e continuar estável. Com isso, ele impede o estresse oxidativo, atrasando o envelhecimento celular.

Manutenção do colágeno

O colágeno é uma substância fundamental para manter a pele jovem, pois sua capacidade de reter água chega a até mil vezes o seu peso! Porém, com o passar dos anos, o estresse, tabaco, álcool e poluição acabam diminuindo sua produção. 

A vitamina E também ajuda nesse quesito: ela ajuda a reduzir a produção da colagenase, única enzima que destrói o colágeno. Com isso, sua pele continua jovem, hidratada e com viço.

Redução de linhas finas

Além de atrasar o envelhecimento da pele, a vitamina E consegue reduzir as linhas finas antes que se tornem rugas mais profundas. 

Proteção contra agentes externos

Apesar de trazer benefícios, a radiação solar é a principal causadora do  envelhecimento cutâneo, chegando a ser responsável por 80% dos efeitos no envelhecimento da pele.  Quando associado à poluição, o estrago é ainda maior.

Um dos fatores mais importantes nos cuidados com a pele é a prevenção, principalmente com relação aos danos causados pelo sol. 

A vitamina E também atua nisso: ela protege a pele da radiação ultravioleta e das toxinas da poluição, atrasando ou evitando os efeitos nocivos desses agentes.

Amiga da pele sensível

Quem tem pele sensível sabe como qualquer substância pode irritá-la, causando vermelhidão e ardência. Além desses fatores, a pele costuma ser ressecada, mesmo com áreas oleosas. 

Sim, a vitamina E também é ótima para a pele sensível. A substância não irrita a epiderme, protege dos efeitos do frio e do calor excessivos e hidrata a pele que já apresenta ressecamento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *