Coronavírus no Brasil: cuidados essenciais para prevenir a doença

Coronavírus é, na verdade, o nome dado à uma família de vírus devido ao seu aspecto que se assemelha ao de uma coroa. 

Essa classe é antiga e foi descoberta ainda na década de 1960. No entanto em dezembro de 2019 um novo coronavírus foi descoberto na China, após o aparecimento de alguns casos no país.

A partir de então o número de casos começou a aumentar exponencialmente e a doença se espalhou por todo o globo, chegando primeiramente à Europa e posteriormente aos demais continentes.

Devido ao fato de ter assumido proporções globais e ter chegado a todos os continentes, a doença passou a ser tratada como pandemia.

Após a detecção do primeiro caso de coronavírus no Brasil, os alertas se acenderam e muito se começou a falar em estratégias de prevenção.

Mas quais são realmente os cuidados necessários para prevenir essa doença que está se espalhando tão rapidamente? Conheça melhor nesse artigo o vírus, a doença e os cuidados que você deve ter.

Entenda melhor o Coronavírus

Como já foi dito anteriormente, coronavírus é na verdade uma classe que engloba diversos vírus que, de maneira geral, provocam infecções respiratórias.

O nome do vírus que foi descoberto na China ainda em novembro de 2019 é, na verdade, Sars-Cov-2, e a doença provocada por ele foi batizada de Covid-19.

O isolamento em laboratório dos primeiros coronavírus humanos ocorreu ainda na década de 1930, mas foi somente em 1965 que a classe foi descrita como coronavírus, devido à sua “coroa” que pode ser observada em microscópio.

Vale dizer que apesar da gravidade dessa pandemia especificamente, existem vários coronavírus que infectam pessoas de todas as idades o tempo todo.

Mas o coronavírus Sars-Cov 2 parece ter chegado com tudo e, por isso, é necessária a conscientização de toda a população a respeito dos cuidados para se evitar a transmissão da Covid-19.

Quais são os sintomas da Covid-19?

As manifestações clássicas dos pacientes acometidos pelo coronavírus Sars-Cov2 são semelhantes com uma gripe comum: coriza, dor de cabeça, febre, espirros (mais raro), tosse e, em manifestações mais graves, falta de ar.

No entanto alguns estudos feitos com os primeiros pacientes infectados na China mostram que a Covid-19 pode ter também relação com manifestações de ordem gastrointestinal como náuseas, vômito e até diarreia.

Isso é preocupante, porque muitas vezes os doentes buscam o sistema de saúde com essas queixas e são encaminhados para ambulatórios comuns, onde acabam infectando outras pessoas saudáveis. 

Inclusive isso ocorreu na China quando esses sintomas ainda eram desconhecidos. Por isso, plano de saúde individual vem recomendando a população a ficar em casa e ir ao hospital apenas quando houver falta de ar.

Tempo de incubação e importância dos assintomáticos na evolução da pandemia

Apesar de haver uma lista de sintomas que devem alertar as pessoas com relação à uma possível infecção pelo coronavírus Sars-Cov2, tem-se percebido que o período de incubação dessa doença é relativamente longo.

Tempo de incubação é basicamente a quantidade de dias entre o contágio e a manifestação dos sintomas, que no caso da Covid-19 pode chegar em 14 dias. 

O problema é que durante esse período é possível que o indivíduo transmita o vírus para outras pessoas saudáveis sem saber.

Esses portadores assintomáticos (que não manifestam os sintomas), têm tido um papel fundamental na rápida disseminação do vírus, pois eles continuam tendo vida normal e se locomovendo normalmente, assim infectam muita gente.

Devido à essa característica do coronavírus Sars-Cov2, as autoridades mundiais estão indicando que as pessoas permaneçam em suas casas.

Isso é essencial para evitar que ocorra a propagação do vírus, tanto pelos sintomáticos quanto pelos assintomáticos.

Cuidados essenciais para prevenir a Covid-19

Visto os avanços do coronavírus, ou Covid-19, no Brasil e no mundo, o ministério da saúde faz algumas recomendações importantes. 

Veja a seguir quais os principais cuidados que você deve ter:

  1. Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
  2. Se possível, use um lenço, ou cubra a boca com a manga da sua camiseta;
  3. Evite o uso de lenços de pano, prefira os descartáveis;
  4. Evite colocar as mãos nos olhos, nariz e boca sobretudo quando estiver na rua;
  5. Não compartilhe nenhum objeto de uso pessoal com outras pessoas;
  6. Mantenha os ambientes limpos e ventilados; 
  7. Evite locais fechados e com ar condicionado;
  8. Lave bem as mãos com sabão;
  9. Tente esfregar as mãos durante a lavagem por pelo menos 20 segundos;
  10. Se não tiver como lavar as mãos, deve-se utilizar álcool 70%;
  11. Se você apresentar qualquer sintoma da doença, não saia de casa;
  12. Mesmo que não esteja doente, evite sair de casa;
  13. Aglomerações de pessoas devem ser evitadas ao máximo.

Seguir essas recomendações é de suma importância para que juntas as pessoas de todo o mundo possam reduzir o número de casos da Covid-19.

Dessa forma, será mais fácil evitar que o Coronavírus Sars-Cov 2 se dissemine ainda mais pelo mundo todo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *