Cuidados para ter pós mamoplastia

A mamoplastia está no top 3 de cirurgias plásticas mais feitas no Brasil. Junto a ela, rinoplastia e lipoaspiração disputam o primeiro lugar desse ranking. 

Desse modo, sendo uma das mais comuns, é também uma das que mais deixam as pessoas em dúvida, já que existem diferentes tipos de mamoplastia que podem ser feitas em todo o mundo. 

O que não muda entre eles é a importância de ter um pós-operatório seguro e bem-feito, evitando problemas de saúde, má cicatrização e outros problemas de saúde também. 

Entre os principais cuidados estão o repouso, o uso correto dos itens como cintas e sutiã sem bojo, além de evitar ao máximo o esforço da parte superior do corpo. Esses são apenas alguns detalhes. 

Entenda mais sobre a cirurgia e os principais cuidados do pós-operatório. 

O que é a mamoplastia?

A mamoplastia é o nome dado à cirurgia plástica feita nas mamas, seja para reduzi-las (em caso de grande volume), seja para aumentá-las com silicone. 

A opção com inserção do silicone é a mais comum, pois até mesmo pessoas que passam pela redução optam pelo implante para conquistarem a altura e a aparência de seios firmes.

Outra cirurgia que também é feita nas mamas, na qual geralmente também é implantado o silicone, é a mastopexia, quando se retira o excesso de pele dos seios que dão a impressão de flacidez, algo que incomoda muita gente. 

Assim, o silicone é colocado para manter as mamas mais altas e firmes, evitando a volta da flacidez.

Seja com, seja sem silicone, a mamoplastia é uma cirurgia séria e que necessita de diversos cuidados antes e depois, tanto com medicamentos quanto com exames específicos. 

A cirurgia em si leva de uma a três horas de duração e o pós-operatório cerca de 30 dias (ou mais, dependendo do caso).

Cuidados no pós-operatório

Os cuidados do pós-operatório de uma mamoplastia incluem medicamentos, itens a serem utilizados e, principalmente, atenção às tarefas do dia a dia. 

O principal ponto, sem dúvida, é seguir todas as indicações do médico responsável e continuar com as suas recomendações até o final do momento pós-operatório. Conheça alguns desses cuidados!

Restringir movimentação dos braços

Um dos principais cuidados (e também um dos mais difíceis de cumprir). Durante o primeiro mês de pós-operatório, é preciso restringir ao máximo a movimentação dos braços para evitar problemas de cicatrização. 

Por isso, não é possível lavar os cabelos sozinha, por exemplo, ou fazer algum movimento de levantar os braços. Além disso, também não se pode fazer força, evitando o movimento dos músculos do peitoral, o que pode causar dor e também dificuldade na cicatrização. 

Isso inclui realizar tarefas domésticas, trabalhos braçais e manuais e até dirigir (o que só pode ser feito depois de 30 dias).

Dormir de barriga para cima por 45 dias

Com a região dos seios sensível, é preciso tomar o máximo de cuidado para não colocar peso sobre a área operada. Além da dor, a cicatrização e a inflamação também podem acabar piorando, o que prolonga os cuidados do pós-operatório. 

Dessa forma, dormir de barriga para cima nos 45 dias seguintes da cirurgia é medida imprescindível para evitar problemas. Algumas dicas são comprar travesseiros especiais para se manter na posição a noite toda.

Usar apenas sutiã pós-cirúrgico no primeiro mês

O sutiã cirúrgico é o melhor amigo das recém-operadas. Isso porque é ele que ajuda na sustentação dos seios, que agora têm que aguentar um novo volume e lidar com um formato diferente. 

O sutiã pós-cirúrgico é feito com material específico para essa função, ajudando em diversos aspectos, por exemplo:

  • Cicatrização;
  • Adaptação da pele;
  • Adaptação do corpo;
  • Entre outras situações. 

Após liberado o uso pelo médico, é indicado continuar utilizando sutiãs confortáveis, como opções sem bojo ou tops, que mantenham a sustentação mas sem incomodar ou apertar as próteses. 

Por isso, se vai fazer a cirurgia, já escolha os modelos que mais gosta para usar depois do pós-operatório. 

Não ficar exposto ao sol

Outro cuidado importante é evitar a exposição ao sol, uma vez que a pele da região operada também fica bastante sensível e esticada. 

Assim, pegar sol (mesmo que pouco) pode deixar a região ainda mais sensível e ressecada, causando estrias e também problemas na cicatrização. 

Assim, no primeiro mês, o ideal mesmo é manter o repouso dentro de casa, sem fazer esforço e ficando o mais confortável possível. Assim, o pós-operatório será mais seguro e o resultado ainda melhor. 

Seguir recomendações extras do médico 

Como cada caso é um caso, os médicos também podem indicar outros tipos de cuidados dependendo de cada pessoa. Uma indicação bastante comum é a realização de massagens de drenagem linfática, para ajudar na liberação de líquidos, algo comum depois da cirurgia. 

Além disso, existem outros itens além do sutiã que podem contribuir com a cicatrização e também podem ser indicados dependendo do caso, como cintas modeladoras (em caso de uso de gordura para definição do seio) e outros.  

Texto: Gustavo Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *