Mesmo durante a época de vacinação devemos usar máscaras de proteção?

A vacinação já demonstrou ser a maneira mais efetiva de vencermos a pandemia de COVID-19, com queda no número de infecções em todas as regiões, tanto no Brasil quanto no mundo.

Mesmo assim, enquanto as infecções continuam acontecendo, a máscara facial continua sendo um dos meios mais efetivos para reforçarmos a nossa própria proteção e a das pessoas que convivem com a gente.

Até quando precisamos utilizar máscaras?

De acordo com a SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), devemos continuar utilizando máscaras até que cerca de 75% a 80% da população esteja vacinada com as doses necessárias.

Isso também vai depender das novas variantes que podem surgir com o tempo, então temos que nos acostumar com este hábito até que a pandemia esteja realmente controlada.

Os Estados Unidos, por exemplo, chegaram a liberar o uso de máscaras e precisaram voltar atrás, pois o número de casos voltou a subir.

Um dia a obrigatoriedade das máscaras pode até acabar, mas provavelmente este será um novo hábito que uma parte da população manterá, assim como ocorre em alguns países asiáticos, onde a população utiliza a máscara no dia a dia para evitar ser infectado.

Em que ambientes preciso utilizar máscara?

As máscaras devem ser utilizadas preferencialmente em todos os ambientes fechados que não possuem circulação adequada. Espaços fechados possuem maior potencial de infecção, já que as partículas do vírus permanecem por mais tempo no ar.

O uso de máscaras também é recomendado para qualquer ambiente em que não seja possível manter a distância segura de no mínimo um metro de distância entre cada pessoa, seja ambiente aberto ou fechado.

As situações mais necessárias para o uso da máscara de proteção são aquelas em que alguém esteja com qualquer sintoma de doenças respiratórias. Neste caso, o ideal é também fazer o isolamento corretamente para evitar o contágio de outras pessoas.

Quais são as máscaras mais indicadas?

Com a pandemia, vimos o surgimento de diversas opções de máscaras no mercado. Essa ampla oferta de produtos cria muitas dúvidas sobre qual seria o modelo mais seguro para ser utilizado no dia a dia.

O uso da máscara ideal depende muito do ambiente e ocasião que você vai frequentar. As máscaras PFF2/N95 são conhecidas por serem utilizadas por médicos e profissionais da saúde justamente por serem os modelos mais eficientes. 

Inclusive, para saber se a marca que você está comprando é de confiança, ela deve ter o selo do Inmetro.

Outros tecidos também podem ser utilizados na fabricação de máscaras, desde que sejam produzidas com tecidos hidrofóbicos, como o TNT e o poliéster. 

Se a máscara for de algodão, o ideal é que ela tenha várias camadas e para garantir maior proteção; você pode utilizar até mesmo um filtro de café entre elas.

Posso reaproveitar a mesma máscara?

As máscaras PFF2 podem ser usadas mais de uma vez, desde que não sejam lavadas e estejam bem conservadas. O recomendado é deixá-la “descansando” por cerca de três dias em um local seco, não podendo ficar exposta ao sol.

Máscaras de tecido devem ser lavadas a cada uso com sabão neutro, para evitar alergias e também eliminar a sujeira e possíveis vírus e bactérias.

Outros cuidados

Além do uso de máscara, outros cuidados são essenciais na prevenção do Covid-19, por exemplo:

  • Lavar as mãos com água e sabão com frequência;
  • Utilizar álcool em gel quando estiver na rua;
  • Evitar aglomerações;
  • Usar sempre a máscara.


Na hora de tirar ou colocar a máscara também é preciso estar com as mãos higienizadas para não contaminar a sua superfície.

Como dito, além dos cuidados com a máscara e a higiene das mãos, é preciso tomar cuidado com aglomerações, e claro, se imunizar assim que a vacina estiver disponível para a sua faixa etária.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *