Problemas de saúde gerados por dívidas

Ter dívidas em aberto significa estar inadimplente e isso gera muitos problemas. Entenda mais sobre o assunto e saiba lidar com esse momento de instabilidade.

Atualmente, boa parte dos brasileiros estão com o nome sujo, ou seja, tem restrições no seu CPF. Isso aconteceu devido a vários fatores como o aumento do desemprego, o isolamento social devido a pandemia do novo coronavírus e também ao descontrole financeiro.

Nesse sentido, uma grande parcela da população do país está com as contas em atraso e isso gera não só problemas para que as pessoas tenham acesso à linhas de crédito, como também acarreta em transtornos de ordem física e mental.

Na matéria de hoje, vamos falar quais são os principais problemas de saúde que o desequilíbrio financeiro pode acarretar na sua vida. Acompanhe o artigo e entenda mais sobre o tema.

 

Conheça agora os principais problemas de saúde gerados por dívidas

Estar inadimplente pode causar não só problemas financeiros, como também graves situações de cunho emocional e físico.

Veja abaixo 4 problemas de saúde muito comuns que pessoas com dívidas possuem:

Altos níveis de estresse

Primeiramente, é bastante comum que pessoas inadimplentes tenham seus níveis de estresse mais altos do que pessoas com o nome limpo.

Isso porque a sensação de fracasso e impotência diante das dívidas, gera um efeito de inquietação e até mesmo de fracasso.

Possíveis crises de ansiedade

Sob o mesmo ponto de vista, algumas pesquisas revelam que pessoas endividadas são mais propensas a sofrerem de crises de ansiedade e até mesmo de terem ataques de pânico.

Afinal, é extremamente estressante você ver o seu nome sujo e, em muitos casos, não saber como agir diante dessa situação.

Insônia

Se você já esteve endividado(a), ou pior, se está passando por isso neste exato momento, saiba que é comum acordar no meio da noite, sem conseguir dormir pensando nas dívidas.

Nesse sentido, pessoas com contas atrasadas tendem a desenvolver insônia e podem até mesmo transformar isso em algo crônico.

Afinal, muitas vezes é na quietude da noite que os problemas vêm à tona e a mente fica muito conturbada. Isso é algo terrível e que precisa ser combatido.

Má alimentação 

Ademais, pessoas inadimplentes tendem a desenvolver uma relação problemática com a comida.

Desse modo, algumas não conseguem comer, pois têm uma espécie de nó na garganta. No entanto, há outras que comem muito e querem descontar a frustração financeira na ingestão de alimentos saborosos e gordurosos. 

 

Dicas para você lidar com esse momento de endividamento

Se você já esteve nessa situação, sabe o quanto é difícil sair do endividamento. Todavia, esse nosso próximo tópico é direcionado para as pessoas que, infelizmente, estão passando por esse momento agora.

Assim sendo, veja abaixo como você pode lidar com essa situação sem adoecer:

É difícil, mas veja como está a sua situação atual

Antes de mais nada, é imprescindível que você anote todos os seus ganhos e veja tudo o que você deve, anotando débitos existentes em contas e Cartões de Crédito.

Resumidamente, recomendamos que você faça um mapeamento das suas dívidas e avalie o que pode ser pago agora ou o que você poderá parcelar.

Renegocie os seus débitos e limpe o seu nome

Além disso, renegocie os seus débitos para voltar a ter o nome limpo na praça. O ideal é que você pague as dívidas à vista.

Porém, o que não puder ser pago dessa forma, deve ser parcelado. Lembre-se: sempre faça parcelas que caibam no seu bolso e corte as despesas desnecessárias.

Em síntese, corte tudo o que é supérfluo e mantenha apenas o básico. Isso é momentâneo e deverá ser regra apenas durante essa fase de quitação de débitos.

Faça uma atividade física

Mesmo que a grana esteja cura para a academia, faça uma caminhada, dance ou corra. Enfim, realize algum tipo de atividade física. Ela te ajuda a relaxar, manter o peso e auxilia muito no combate à insônia e crises de ansiedade. Portanto, invista neste remédio que é barato e acessível a todos!

Busque o bendito equilíbrio

Por fim, busque o equilíbrio financeiro e não se esqueça de estudar mais sobre finanças. Nesse sentido, nosso portal possui vários posts sobre o assunto e existem também outros sites na internet que podem te ajudar a entender mais sobre saúde financeira e o universo do dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *